Matheus Henrique desabafa após derrota e admite irritação com árbitros: “Tenho que me conter”

28 de novembro de 2019 - Às 12:08

Matheus Henrique foi um dos personagens centrais da derrota do Grêmio por 2 a 0 para o Athletico, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada. Neutralizado em campo, o volante ainda foi o pivô do pênalti marcado para o Furacão no segundo tempo em toque de mão.

Após o jogo, o jovem desabafou contra a arbitragem. E reclamou do uso de árbitro de vídeo contra o Tricolor gaúcho.

— Claro que eles têm mérito, são muito bem treinados, não é à toa que estão há 10 jogos sem derrotas. Mas futebol está sempre a arbitragem no VAR, pênalti pra nós olham e não dão. Quando é contra nós o árbitro decide em dez segundos. Quando é pra gente leva dois minutos e não dá nada. Não é ficar colocando culpa na arbitragem. A gente tem dois jogos em casa e temos condição de por o Grêmio direto na Libertadores — completou Matheus.

No lance em questão, Matheus Henrique tentou interceptar chute de Nikão. Virou o rosto e acabou por abrir a mão esquerda – a bola encontrou o braço do volante. O lance inicialmente passou batido, mas o árbitro Bruno Arleu de Araujo foi chamado para conferir no monitor e assinalou a penalidade.

O gremista também reclamou do cartão amarelo recebido, que o tira do jogo com o São Paulo, no próximo domingo, e de uma falta de Nikão em Diego Tardelli no primeiro tempo, não analisada pelo VAR.

— Deu uma abalada, sim, na hora que deu o pênalti porque já estávamos perdendo o jogo. Não olham o VAR contra a gente. Tivemos reunião com a CBF, dão palestras, mas contra a gente não sei o que acontece. Não põem em prática. O próprio lance do meu pênalti, o Leonardo Gaciba falou que quando não é intencional o jogador já é penalizado com a penalidade e não precisa cartão. Foi sem intenção, virei o rosto e pegou na minha mão. Foi pênalti e ele me deu cartão amarelo. Então, não adianta fazer nada quando é contra a gente – lamenta.

Ao ser perguntado sobre a expulsão de Tardelli, Matheus Henrique disse que, por vezes, tem vontade de tomar a mesma atitude do companheiro contra árbitros. O atacante acabou expulso no segundo tempo por conta de uma falta desleal em Nikão, por atrás.

– (Tardelli) Disse que foi um lance de cabeça quente e pediu desculpas. Eu também tenho vontade de fazer isso ali dentro de campo com a própria arbitragem, mas sei que não posso. Tenho que me conter – disse Matheus Henrique.

“Eu também tenho vontade de fazer isso ali dentro de campo com a própria arbitragem, mas sei que não posso. Tenho que me conter” (Matheus Henrique)

O Grêmio podia ter garantido a vaga na fase de grupos da Libertadores com uma vitória em Curitiba. No entanto, foi dominado pelo Furacão e adiou a confirmação da vaga. Permanece em quarto, com 59 pontos, e vê o Athletico atingir a mesma pontuação.

O grupo retorna do Paraná e desembarca no meio da tarde desta quinta-feira em Porto Alegre. O elenco será liberado e só volta aos treinamentos na sexta. No próximo domingo, encara o São Paulo, às 19h, na Arena.



Veja também