Marcelo Grohe mostra seu amor pelo Grêmio e fala em ser o único clube da carreira

21 de julho de 2012 - Às 13:38
Foto: Globoesporte – Editada Sangue Azul

Há um mês atrás, a rotina de Marcelo Grohe era ser chamados as pressas, ir bem e voltar para o banco de reservas, já que o titular do time era Victor.

Segundo a numerologia, o número 1 representa Originalidade, criatividade, liderança e ação. No Grêmio, parece que isso se confirma. Desde que passou de usar a 1, Marcelo Grohe tem 100% de aproveitamento no Tricolor.
Desde os 12 anos dentro do Grêmio, sendo praticamente uma família para o goleiro, o jogador de 25 anos teve sua chance agora.
O UOL Esporte fez uma entrevista com o goleiro, confira abaixo algumas das melhores partes:
Conquistar o direito de usar a camisa 1 do Grêmio é uma vitória pessoal?

Marcelo Grohe: É um objetivo que eu sempre tracei e está se concretizando. Foi uma longa espera, muito trabalho e paciência. Tem que se conquistar a cada dia e a cada jogo. É uma responsabilidade grande e gostosa. Espero poder retribuir o carinho do torcedor com atuações.

Como começou a ligação com o Grêmio? É algo de criança…

Marcelo Grohe: Estou há 12 anos no Grêmio, é meu único clube. Sempre sonhei em jogar aqui. Entrei no ano 2000, e as coisas começam a virar mais realidade. Com isso você acaba criando aquela expectativa. Hoje, prestes a completar 100 jogos [Marcelo tem 96 jogos], olho para trás e vejo que tudo valeu a pena. Dediquei parte da minha adolescência ao Grêmio. Só estudava e treinava. Este momento é o da consagração do trabalho. 

Seria uma carreira de um clube só…

Marcelo Grohe: Olha… Falando de coração aberto, seria uma emoção muito grande. Um único clube em que vou trabalhar. Quero muito isso, essa afirmação. O futuro a Deus pertence, mas seria uma emoção muito grande para mim e toda minha família.

Marcelo Grohe realmente mostra tudo que sente pelo Grêmio, fora e dentro de campo. Grande goleiro, merece esta chance.



Veja também