Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

O técnico Vagner Mancini escancarou a obrigação do Grêmio reagir e vencer partidas na luta contra o rebaixamento à Série B do Brasileirão. Mesmo após a derrota para o Palmeiras neste domingo, na Arena, e na vice-lanterna da competição, o treinador ainda acredita que o clube evitará a queda.

Em entrevista coletiva virtual, Mancini também admitiu que falta ao Grêmio equilíbrio emocional. Neste domingo, o time sofreu os dois gols da derrota em menos de cinco minutos, no final do primeiro tempo, após sair em vantagem no placar.

– Não tenho dúvida que tem mais coisas que envolvem nosso momento no dia de hoje. Falo após uma derrota para o Palmeiras, em que muita coisa aconteceu na partida. Tentamos achar as explicações, o que aconteceu. O que importa é que temos que reagir. O Grêmio tem que vencer partidas. Não me importa de que forma e também o que aconteceu na partida contra o Palmeiras. Se o VAR prejudicou, o árbitro prejudicou. Temos que ter equilíbrio emocional nesse momento para ser melhor que o Palmeiras e vencer a partida. Vencíamos até os 42, em quatro minutos a equipe tomou dois gols. Mostrar que faltam ajustes – disse o técnico.

Ainda que não tenha dado ênfase ao tema da arbitragem na entrevista, Mancini alfinetou o árbitro Igor Benevenutto, que comandou o VAR na derrota do Grêmio. O lance citado pelo técnico foi o pênalti de Thiago Santos em Marcos Rocha, marcado pelo árbitro após consulta ao vídeo.

– É fato que todas partidas que o Igor Benevenuto está no VAR tem algum tipo de confusão. Mas não tenho como falar se foi pênalti ou não porque é um lance interpretativo. O árbitro interpretou que não, o árbitro de vídeo que sim. Vamos passar por cima disso, peço a todos torcedores, não vamos estar atentos somente às pequenas coisas. A nossa meta é muito maior, temos que jogar mais, ser mais fortes dentro de campo em todos os sentidos. Aí vamos escapar com certeza. Continuo acreditando, sou otimista, enxergo minhas responsabilidades em tudo – completou.

A derrota manteve o Grêmio na 19ª colocação com 26 pontos, quatro atrás do 17º, o Juventude. O primeiro fora da zona de rebaixamento é o Bahia, com 33 pontos. O Tricolor gaúcho enfrenta o líder Atlético-MG na próxima rodada, em Belo Horizonte.



Veja também