Após tropeço na Arena contra o Fortaleza, o Grêmio tem mais empates que vitórias no Campeonato Brasileiro (13 a 12). E esses números fazem com que o time de Renato Portaluppi se afaste da briga pelo título da competição. No sábado, havia a chance até de assumir a vice-liderança provisória se tivesse vencido, mas o Tricolor ficou no 0 a 0.

Um péssimo resultado que mantém o Grêmio fora do G-4 por mais uma rodada. Não foi só o empate que decepcionou os gremistas. A atuação do time também foi alvo de críticas. No pós-jogo, Renato explicou os motivos que o fizeram deixar alguns titulares de fora da partida. “Não existe preservação aqui dentro. Quando não enxergam o jogador em campo acham que ele está sendo poupado. Vocês não sabem o que acontece no dia a dia do CT. Eu estou colocando força máxima o tempo todo porque estamos brigando pelo título. Eu tenho dados científicos, não sou maluco de colocar um jogador sabendo que posso arrebentar ele”, argumentou.

Restam dez jogos para o Grêmio no Campeonato Brasileiro. E os próximos quatro terão um caráter altamente decisivo (Palmeiras, Atlético-MG, Inter e Flamengo). “O Grêmio continua muito forte na briga pelo título. Vamos jogo a jogo nessas dez rodadas. O Grêmio está invicto há 14 partidas no campeonato”, disse o vice de futebol, Paulo Luz.

O problema seguem sendo os empates, principalmente em confrontos com equipes da parte de baixo da tabela. Em 12 pontos disputados contra Fortaleza e Sport, por exemplo, o Grêmio somou apenas três. Na próxima sexta-feira o Tricolor vai a São Paulo enfrentar o Palmeiras, provavelmente com vários reforços na equipe.



Veja também