Foram exatos 31 dias desde a última vez que Maicon foi titular no time do Grêmio. Na noite da última quarta-feira, o volante foi um líder não só técnico, mas também anímico até deixar o gramado da Arena na vitória sobre o Botafogo por 3 a 1, pelo Brasileirão.

As facetas de Maicon apareceram em vários momentos. Desde o minuto um, a de referência técnica. A bola passava sempre pelo seu pé na saída de bola ou mesmo na intermediária ofensiva. Basta ver sua participação no início das jogadas dos três gols.

“(A vitória foi) um pouco de tudo, a volta do Maicon, um jogador que gosta da bola, faz a equipe jogar, e a volta de outros jogadores importantes” (Renato Portaluppi, técnico do Grêmio)

Maicon Grêmio x Botafogo — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Maicon Grêmio x Botafogo — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Logo após o primeiro gol, o meio-campista apareceu como líder. Enquanto os companheiros abraçavam Diego Souza, foi até Robinho para o aplaudir e abraçar. O meia não vinha bem no jogo, mas participou do lance com cruzamento para Alisson, que escorou para o centroavante.

No segundo tempo, após o gol de Pepê recolocar o Grêmio em vantagem, Maicon se aproximou do atacante. Fez um sinal com as mãos pedindo mais toque de bola e falou para o jovem colocar isso em prática. Em lance anterior, Pepê havia tentado uma arrancada e quase perdido a posse.

— A gente precisa ter esse tipo de jogador no grupo, é um dos líderes, para poder cobrar dos companheiros. É o meu recado para o torcedor, sempre pedi paciência. Porque o Grêmio tem um grupo muito forte no momento que todos estão disponíveis. Hoje uns voltaram, já fizeram um pouco de diferença — disse Renato.

Já com a vantagem e um jogador a menos, Pepê também foi alvo de cobranças do volante. Kevin fez o cruzamento da direita de ataque do Botafogo e Rhuan finalizou com perigo por cima. Maicon indicou que a marcação no lateral adversário era do atacante

Antes de voltar como titular contra o Botafogo, Maicon começou o jogo contra o Fortaleza no dia 13 de setembro. Atuou apenas 33 minutos e foi substituído com problema muscular na coxa direita. Voltou a atuar entrando no segundo tempo duas vezes: na vitória contra o Coritiba e na derrota para o Santos.

Resta saber se Maicon segue no time do Grêmio para o jogo contra o São Paulo no próximo sábado, às 21h, no Morumbi. A equipe gremista se reapresenta nesta quinta-feira e faz o último treino na sexta-feira, ambas atividades no CT Luiz Carvalho.



Veja também