M. Oliveira apoia e brinca com Douglas após lesão: “Pego a muleta”

Douglas e Marcelo Oliveira sempre juntos em momentos descontraídos

10 de fevereiro de 2017 - Às 17:05
Foto: Reprodução

A lesão no joelho esquerdo de Douglas mexeu com o Grêmio, mas ninguém sentiu tanto como Marcelo Oliveira. O meia e o lateral esquerdo, além de dividir quarto na concentração, são amigos. A boa relação aumentou o impacto da notícia de parada por, no mínimo, seis meses.

Um dos líderes do elenco, Oliveira aproveitou para inocentar Tilica, envolvido no lance que originou a ruptura de ligamento no camisa 10, e brincou com a nova rotina de Douglas.

“Eu tenho convivido muito com o Douglas, sei o pensamento dele. A concentração, o foco dele. Não acabou, mas vai ter que dar uma parada. São seis meses, no mínimo, para ele vai voltar. O lado bom é que a gente sabe que ele vai voltar. O lado ruim é a parada. Eu sei como é, já passei por isso, então vou tentar ajudar. Se precisar dirigir, eu dirijo. Pego a muleta também e no final ele paga a conta (risos)”, brincou Marcelo Oliveira, nesta quinta-feira (9), em entrevista coletiva.

Douglas teve ruptura de ligamento diagnosticada na tarde de quarta-feira, após choque em treino no CT Presidente Luiz Carvalho. Logo após o informe oficial, Marcelo Oliveira ligou para o amigo. O papo teve continuidade na volta ao centro de treinamentos.

“Eu conversei com ele por telefone, foi algo bem rápido até. Não fiquei falando muito, às vezes o cara quer ficar com a família, dar uma respirada. Acabei de encontrar com ele, mas ainda vamos conversar. Como amigo, fiquei muito triste. A gente não deseja mal nem para inimigo, então imagina…”, contou.

O lance que originou a lesão foi com Tilica. O jovem ainda não teve conversa com os líderes do elenco, mas foi defendido e inocentado.

“Às vezes o menino vai escutar coisas. Eu vi o lance, foi normal. Se fosse num jogo, seria falta do Douglas no Tilica. O Douglas tentou roubar, o Tilica é rápido e tirou com um tapa. E aí a perna do Douglas bateu. O Tilica não tem culpa nenhuma, nenhuma mesmo. A cabeça dele pode até estar assim, mas ele não tem culpa nenhuma”, relatou Oliveira.

Fonte: UOL



Veja também