Como sempre, na véspera de um Gre-Nal, o técnico do Grêmio, Renato Portaluppi, irá fazer de tudo para manter o mistério no que diz respeito à escalação para o clássico deste sábado, às 17h, na Arena. Uma presença certa na equipe é a de Lucas Silva, volante que se destacou no último encontro dos dois times gaúcho. Na defesa, Paulo Miranda e Rodrigues disputam apenas uma vaga. 

O retorno do Lucas Silva representa a saída de Robinho e, com isso, a troca de uma ideia de maior ofensividade por uma postura mais cautelosa. Talvez até seja possível que Renato repita a trinca que deu certo na vitória gremista sobre o Inter no duelo válido pela Libertadores realizado no Beira-Rio. 

Reação que não pode esperar

O Grêmio não pode mais adiar a recuperação no Brasileirão. Com apenas duas vitórias em 11 partidas, o time de Renato Portaluppi entrará em campo amanhã para jogar o Gre-Nal na 15ª colocação, apenas dois pontos acima do Coritiba, que abre a zona de rebaixamento. Somar três pontos no clássico é fundamental para quem ainda almeja brigar na parte de cima da tabela de uma competição que tem disputada praticamente um terço de sua totalidade.

“Não podemos deixar para depois, temos que buscar uma sequência de vitórias que nos colocará na briga pelas primeiras posições”, destaca o goleiro Vanderlei, que em cinco clássicos disputados em 2020 não foi vazado.

A campanha fraca no Brasileirão é estampada com números preocupantes. O Grêmio tem o terceiro pior ataque do campeonato (10 gols) e é o segundo time que mais empata (sete vezes). Além disso, está a 11 pontos do líder Atlético-MG.



Veja também