Foto: Lucas Uebel

O Grêmio precisa fechar as contas. E, para tal, terá que negociar um ou dois jogadores do grupo de Renato Portaluppi. Porém, Luan permanecerá na Arena por mais um período. Ao menos, foi o que afirmou o presidente Romildo Bolzan, em tom de brincadeira, após a vitória da equipe por 1 a 0 sobre o Godoy Cruz em Mendoza na noite desta terça-feira.

Na zona mista do estádio, Luan concedia entrevista coletiva e respondia bateria de perguntas sobre o assedio de clubes europeus. Foi quando o dirigente se aproximou e garantiu a permanência.

– Não será o Luan quem sairá, não – diz Romildo.

Por sua vez, Luan afirmou que tanto Bolzan, quanto seu empresário, Jair Peixoto, não tinham comentado nada sobre propostas. E se esquivou em relação ao assunto:

– Não me passaram porque não há nada. Sempre digo para eles me passarem quando tiver uma coisa certa. Foi o presidente que falou. Então perguntem a ele quem são esses dois que podem sair, porque eu não sei.

Principal nome da equipe, Luan tem vínculo com o Grêmio até setembro de 2018. Caso não renove, em março do ano que vem poderá assinar um pré-contrato com qualquer clube sem os gaúchos receberem nada. Até por isso, as partes debatem a renovação. A ideia é que seja ampliado até o final de 2019.

– Isso tem que ser com o presidente do Grêmio. Temos conversado. Já falei que sairei quando for melhor pra mim, minha carreira e para o Grêmio – finalizou.

Enquanto espera a definição do futuro, Luan busca ajudar o Grêmio. Com o resultado, o time garante vaga às quartas de final da Libertadores até com empate . O jogo de volta está marcado para o dia 9 de agosto, na Arena. Antes, no entanto, o time volta a concentrar forças no Brasileirão. Neste domingo, o Tricolor recebe o Avaí, às 19h, em duelo válido pela 12ª rodada.



Veja também