Luan busca esquecer protestos: “Foco em fazer grandes partidas”

Na sexta, torcedores jogaram pipoca no carro de Luan em protesto; Jogador garante já ter esquecido o ocorrido

28 de fevereiro de 2016 - Às 00:00
Foto: Eduardo Moura/Globoesporte.com
Foto: Eduardo Moura/Globoesporte.com

A semana do Grêmio foi conturbada, principalmente após a derrota para o São Paulo no meio de semana pelo Gauchão. No treino de sexta-feira, cerca de 50 torcedores protestaram no CT do Grêmio e jogaram pipoca no carro de Luan.

Neste sábado, o jogador fez o quarto gol e fechou a vitória sobre o Glória por 4 a 2. Na saída de campo, perguntado se a atuação e gol fossem uma resposta ao protesto da torcida, o jogador minimizou o acontecido:

– Não respondi protesto nenhum, nem lembrei. Ontem de noite nem lembrava mais disso. Procuro em campo corresponder. Os companheiros sabem do trabalho no dia a dia, vou procurar ajudar os companheiros e a torcida do Grêmio, que não são os poucos que foram lá. É trabalhar e dar vitórias para esta torcida – disse, ao GloboEsporte.com.

O jogador se mostrou um pouco incomodado ao ser novamente perguntado sobre o assunto, na zona mista da Arena após a saída de campo neste sábado:

– Para mim, já passou faz tempo. Não tem por que falar disso. As críticas, irei ouvir, ficar quieto e trabalhar. Procuro esquecer e focar na minha equipe para fazer grandes partidas. É o torcedor, é a forma de cobrar, que eles acham que têm direito. O problema é deles, não quero falar sobre isso. Não foi nada comparado com a torcida inteira do Grêmio. Estou tranquilo – garantiu o jovem.



Veja também