LUCAS UEBEL / GREMIO FBPA

Felipão não terá muito tempo para trabalhar o time do Grêmio que enfrentará o Cuiabá, nesta quarta-feira (6), pela 24ª rodada do Brasileirão. Na verdade, o técnico terá apenas a tarde desta terça para afinar a escalação em um treino tático no CT Luiz Carvalho.

Por isso, na reapresentação do elenco na segunda-feira, após a derrota para o Sport, o comandante gremista reuniu todo o elenco para uma longa conversa, que durou aproximadamente duas horas. Em um determinado momento, também deixou o local para que os atletas conversassem entre si.

— Já disse que não tem como mudar 10 jogadores. Eles estão trabalhando com muito boa vontade e dedicação. Eles fazem o que programamos nos treinamentos. Então, não temos o que fazer, a não ser trabalhar e acreditar no que estamos fazendo. Não temos fórmula mágica de domingo para quarta. Temos de melhorar nosso ambiente e nosso trabalho para ver se na quarta-feira podemos ter uma situação bem melhor — declarou Felipão na entrevista depois do jogo de domingo.

Nem tudo poderá ser resolvido na base da conversa. Duas mudanças serão obrigatórias, já que Villasanti, convocado para a seleção paraguaia, e Borja, com uma lesão no tornozelo esquerdo, desfalcarão a equipe no próximo compromisso. A tendência é que Lucas Silva e Diego Souza sejam os substitutos imediatos.

Outras novidades, porém, não estão descartadas. A principal delas diz respeito à utilização de Jaminton Campaz na vaga de Alisson. A troca, inclusive, foi feita no intervalo do jogo contra os pernambucanos.

Grêmio e Cuiabá se enfrentam às 21h30min desta quarta, na Arena.



Veja também