Foto: Rafael Lenz/RBS TV

A vitória do Grêmio na tarde deste sábado diante do Ypiranga por 2 a 0, na Arena, contou com a presença do sexto reforço para a temporada. Edilson assistiu à partida no camarote do estádio e, mesmo sem o anúncio oficial do clube, já teve justificada a contratação pelo presidente Romildo Bolzan Júnior.

Em baixa no retorno ao clube, Orejuela ganhará um concorrente para a lateral direita. Na segunda-feira, Edilson fará exames médicos e assina contrato com o Tricolor até o final do ano para a disputa da Série B, já que não pode mais atuar nas fases finais do Campeonato Gaúcho.

Aos 35 anos, ele chega com aval da diretoria por conta da liderança, identificação com o clube e experiência, já que o elenco atual é recheado de jovens. Além disso, o jogador já trabalhou com Roger Machado por alguns meses, no próprio Grêmio, em 2016.

– (Edilson) É um jogador que conhece o Grêmio. Já passou por aqui e foi vitorioso. Vai qualificar na experiência para o grupo, que é bem jovem. É um jogador sanguíneo, com um espírito de liderança mais consistente. Uma situação que possa dar mais garantia, confiança, segurança à gurizada e também ao próprio grupo – explicou Romildo Bolzan após a vitória de sábado.

A chegada de Edilson vai ao encontro do estilo de contratação que o departamento de futebol procura neste momento. Dirigentes e comissão técnica do clube entendem que é necessário fornecer a Roger atletas mais experientes e com perfil de liderança, que saibam lidar melhor com o cenário que irão encontrar na Série B.

Fora os cinco reforços do Grêmio até o momento, o grupo foi recheado por jogadores oriundos da base, com média de idade baixa. As próximas contratações, assim como já foi com Edilson, devem elevar esta conta. Após o Gre-Nal, o presidente chegou a dizer que o Tricolor tem “crédito” para contratar.

O novo lateral-direito do Grêmio volta ao clube após participar da campanha de retorno à Série A com o Avaí em 2021. Pelo time catarinense, o jogador disputou 44 partidas, marcou quatro gols e deu três assistências.

Será a terceira passagem de Edilson pelo clube gaúcho. A primeira foi entre 2010 e 2012. Depois, retornou em 2016 e ficou até 2017, período no qual ajudou o Grêmio a conquistar os títulos da Copa do Brasil e Libertadores.



Veja também