Foto: Reprodução

O goleiro Leo viveu, provavelmente, a melhor atuação de sua carreira nesta quinta-feira, ao fechar a meta do Grêmio na vitória por 1 a 0 sobre o Flamengo, na Ilha do Urubu, pela 13ª rodada do Brasileirão. O jovem superou com êxito de sobra uma prova de fogo, logo no dia da contratação de Paulo Victor para disputar vaga na hierarquia como reserva imediato de Marcelo Grohe. E contou com uma boa dose de “sorte”. Entre defesas importantes, o garoto quase viu tudo o que fez em um lance infortuito no segundo tempo.

Ao tentar a reposição, Leo viu a bola escorregar de sua mão e sobrar no gramado. Em seguida, partiu para o chutão e acabou acertando Damião. A bola rebateu e saiu com muito perigo. Para o alívio do jogador, que logo contou com o apoio dos companheiros e do técnico Renato Portaluppi.

– A bola escapou da minha mão na hora que fui quebrar. Eu chutei, e ela bateu nele. Contei com sorte. Quando eu vi a bola indo para o gol, pensei que poderia entrar. Felizmente deu tudo certo. Pude fazer uma boa partida e ajudar a equipe. Todos os jogadores, o Renato, me dão muita confiança para executar meu trabalho da melhor maneira possível – disse o jogador após a partida.

Renato também comentou o lance e fez questão de dar respaldo total ao garoto. De acordo com o treinador, Leo fez sua “melhor” partida ao substituir Grohe pelo Grêmio.

– Tinha assumido o erro dele. São seres humanos. Qualquer jogador pode falhar. Todo mundo deu força, por ele ser jovem e inexperiente. Tenho que botar ele para cima. Quando xingar, coloco para baixo. Ele fez uma grande partida. Foi a melhor partida. Tirando aquele lance, faz parte do jogo. Importante é que a bola não entrou. Eu, como treinador, tenho que botar para cima. Principalmente ele, que é um garoto – ressalta Renato.

Falha e susto à parte, Leo valorizou sua atuação nesta quinta-feira, em especial na defesa plástica que executou ao aparar cabeçada de Rafael Vaz, já no segundo tempo. Depois de sua contribuição, o jogador deixa para a comissão técnica decidir sobre sua continuidade na meta para encarar a Ponte Preta, no próximo domingo. Até porque Marcelo Grohe ainda se recupera de um corte no joelho esquerdo.

– Graças a Deus consegui ajudar a equipe. A defesa da cabeçada do Vaz foi a mais difícil. Fizemos grande jogo e conseguimos o objetivo. Tenho certeza que o Paulo virá nos ajudar. Ele buscará o espaço dele assim como eu busco. Será muito bem recebido e cresceremos juntos. Eu deixo para a comissão. Veremos como o Marcelo estará. Se precisar de mim, buscarei ajudar a equipe – afirma o jogador.

A vitória fora de casa encerra uma série de três derrotas do Grêmio pelo Brasileirão e devolve a equipe à vice-liderança, com 25 pontos, a 10 do Corinthians. O Tricolor volta a campo no próximo domingo, às 16h, quando recebe a Ponte Preta na Arena, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

eria entrar. Felizmente deu tudo certo. Pude fazer uma boa partida e ajudar a equipe. Todos os jogadores, o Renato, me dão muita confiança para executar meu trabalho da melhor maneira possível – disse o jogador após a partida.



Veja também