Foto: Lucas Uebel / Grêmio

Dois dos antigos titulares do Grêmio ficaram fora da viagem para Mendoza, na Argentina, onde ocorre o primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores, na próxima terça. O deslocamento iniciou com treino bem cedo no domingo e posterior viagem. Maicon, Léo Moura, Gastón Fernández e Beto da Silva ficaram fora da lista de relacionados para a partida.

A situação do capitão é a que mais chama a atenção. O volante retornou de lesão muscular há poucos jogos, chegou a ser titular, foi para o banco e agora vira ausência por conta de tendinite – ele já foi desfalque na derrota para o Palmeiras, pelo Brasileirão. Seria um reforço de peso na equipe reserva no Pacaembu e também para durante o jogo da Libertadores.

Léo Moura, por outro lado, está em processo final de recuperação. Já fez trabalhos coletivos e em campo reduzido com os companheiros, mas em uma conversa com Renato, viu seu retorno ser adiado. Ele sofreu lesão muscular e tinha parada prevista para três semanas.

Já Gastón Fernández também fica fora por questões físicas. O meia argentino já foi ausência contra o Palmeiras. No entanto, sua situação tem outro ingrediente: o Estudiantes quer seu retorno. Mas o Tricolor exige uma compensação financeira para liberá-lo, já que pagou para retirá-lo da Universidad de Chile.

Por outro lado, o Grêmio ganha dois acréscimos, provavelmente para o banco de reservas. Titulares no sábado, Bolaños e Marcelo Oliveira estão novamente relacionados e ficam à disposição para o duelo na Argentina. Beto da Silva, recuperado de lesão, jogou com o time de transição e também é ausência.

O Tricolor poupou o time titular para o confronto desta terça, pela Libertadores. A provável escalação para enfrentar o Godoy Cruz na terça tem Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Arthur, Ramiro, Luan e Pedro Rocha; Barrios.



Veja também