Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

A parada do futebol trouxe uma baixa para o Grêmio na lateral esquerda: Caio Henrique, uma das principais contratações para a temporada, voltou ao Atlético de Madrid. Mas a julgar pela primeira impressão, o clube pode ter encontrado uma solução caseira para suprir a perda. Cria da base, Guilherme Guedes ganhou chance no Gre-Nal, na vitória gremista por 1 a 0 , e teve atuação elogiada pelo técnico Renato Gaúcho.

Foi o primeiro Gre-Nal do lateral de 21 anos no time profissional. Ele entrou na vaga de Bruno Cortez, titular da posição e desfalque no clássico após testar positivo para o coronavírus, conforme divulgou o treinador. Atuou os 90 minutos e mostrou não sentir o peso do clássico. No início do jogo, suportou bem a pressão do Inter no seu lado e depois se soltou, com desenvoltura no ataque.

– O Guedes esteve muito bem, se comportou e teve o apoio de todos os jogadores há dois dias, quando tivemos o problema do Cortez. Falei que ele iria jogar, pelo que vem treinando. Temos lapidado, tem subido de produção e queria uma oportunidade. Foi muito bem. O Grêmio é um grande clube e precisa de todo mundo. Ninguém é dono da camisa – elogiou o treinador.

Foi a segunda partida de Guilherme Guedes pelo Grêmio na temporada. Em 2019, ele esteve emprestado para a Ponte Preta, para ganhar rodagem. Disputou 12 partidas na Série B do Brasileirão pelo clube paulista. O contrato do lateral como o Tricolor vai até o fim de 2023.



Veja também