Koff sobre Enderson: “O trabalho dele não é contestado”

21 de abril de 2014 - Às 16:05
Foto: Augusto Turcato/Agência RBS
Após mais uma derrota do time, desta vez na esteia do Brasileirão, a rotina normal de reapresentação do time foi quebrada com a presença do presidente Fábio Koff, que falou com os jornalistas em entrevista coletiva.
Perguntado sobre a situação do técnico Enderson, Koff afirmou a confiança no treinador:
– Em nenhum momento foi cogitado a mudança do treinador. O trabalho dele não é contestado – garantiu.
A manutenção do treinador se dá por conta da boa campanha na Libertadores:
– O trabalho que está sendo desenvolvido está em permanente análise. O que eu disse é que nós não podemos avaliar o trabalho de uma comissão técnica por um jogo. O Grêmio, que priorizou a Libertadores, tem um desempenho que nos satisfaz – declarou. – Estamos preocupados com o jogo de quarta-feira. San Lorenzo é campeão da Argentina, jogar lá é tão difícil quanto em La Bombonera – completou, mais à frente.
O presidente também ouviu o técnico Enderson sobre as mudanças efetuadas nos últimos jogos e comentou:
– Há explicações para as substituições que fez e aceitamos. Análise de fora às vezes carece de circunstâncias e fatos. Ninguém erra de propósito, nem sei se foram erradas, dentro das explicações dele, foram razoáveis. Com todo respeito, a imprensa não tem obrigação de ter coerência, quem tem é o departamento de futebol. A imprensa às vezes age como torcedor. Não faz 15 dias, o Grêmio era a equipe mais organizada do futebol brasileiro, hoje as críticas se sucedem – disse o presidente.
Adaptado de ZeroHora

Como o próprio presidente fala, Enderson está no cargo pela campanha na Libertadores. Uma eventual desclassificação pode tirar o emprego do técnico.



Veja também