Koff e Rui Costa exaltam dificuldade do Grupo do Grêmio na Libertadores

13 de dezembro de 2013 - Às 09:32
Sorteio da Libertadores ocorreu em um Jantar de Gala
O sorteio dos grupos da Libertadores ocorreu na noite desta quinta-feira em Luque no Paraguai, e o Grêmio não teve muita sorte. Ficou no Grupo 6, juntamente com Newell’s old Boys (Argentina), Atlético Nacional (Colômbia) e o vencedor de Oriente Petrolero (Bolívia) e Nacional (Uruguai).
O presidente do Grêmio falou à rádio Gaúcha sobre o grupo:
– Acho que é a chave mais forte. É equilibrada, muito forte – avalia Koff
O diretor executivo, Rui Costa, que também prestigiou o evento ao lado do presidente, comentou:
– O desafio será grande, mas o Grêmio está vocacionado a vencer a Libertadores. Que bom que começamos com adversidade. É o grupo mais difícil – completa Rui Costa.
Para o grupo, o Tricolor teria que fazer um grande time, porém os problemas financeiros são um empasse, e as contratações serão apenas pontuais em pontos carentes do time:
– O Grêmio atravessou um ano muito difícil. Não faturamos um Real com os jogos no nosso estádio, por isso vamos ter que fazer cortes no orçamento do ano que vem – resume Koff.


Veja também