Kannemann se livra de dores e prevê volta ao Grêmio em uma semana: “Para estar seguro 100%”

Zagueiro se recupera de uma lesão nas costas sentida no jogo contra o Corinthians

27 de junho de 2019 - Às 17:45
Matheus Beck

Em tempos de Copa América, a torcida do Grêmio é por um argentino. O zagueiro Kannemann se recupera de uma lesão nas costas e treina separado do grupo principal em Viamão, onde o time realiza sua preparação para a retomada das competições. Porém, segundo ele mesmo, o retorno está próximo.

Na manhã desta quinta-feira, o jogador foi a campo com os colegas. Só que, enquanto eles treinavam no campo, ficou do lado de fora fazendo exercícios de reforço muscular e recondicionamento físico. Ele já não sente dores nas costas. Faz sessões de alongamento e fisioterapia para ter segurança no retorno aos gramados. A maior preocupação de Kannemann neste momento é controlar a ansiedade para que isso não o prejudique quando voltar a calçar chuteiras.

– Estou muito bem. Só um tempinho a mais. Semana que vem treino com normalidade. É só para evitar o choque, estar seguro 100% – afirma.

Kannemann acompanhou o treino desta quinta do lado de fora do campo — Foto: Matheus Beck

Kannemann acompanhou o treino desta quinta do lado de fora do campo — Foto: Matheus Beck

Kannemann sentiu o problema nas costas no dia 11 de maio, na 4ª rodada do Brasileirão, contra o Corinthians. Ele atuou durante os 90 minutos ao lado de Geromel no empate em 0 a 0. Contudo, quando retornou a Porto Alegre, constatou que a dor não passava, e o departamento médico decidiu investigar. Ele havia fraturado uma vértebra. A lesão, inclusive, o deixou de fora da lista da Argentina para a Copa América.

– Foi numa jogada em que eu pulo para tirar a bola e caio. Senti dor, mas terminei o jogo. Esperamos dois, três dias, e a dor não diminuía. Fizemos um exame e saiu que tinha fratura da vértebra – descreve. – Infelizmente parei por um mês e meio. Agora, volto para ficar o melhor possível.

O argentino estará com os companheiros no treino desta tarde e, também, na Arena, à noite. O clube liberou os atletas para assistirem a Brasil e Paraguai pelas quartas de final da Copa América. O zagueiro promete torcida para Everton e, por consequência, pelo Brasil. Caso as seleções brasileira e argentina se classifiquem, fazem uma das semifinais. Aí o zagueiro não tem dúvidas sobre qual lado escolher.

– A Argentina não começou da melhor maneira, mas garantiu a classificação. Foi um campeonato muito parelho, mas agora é mata-mata. Todo mundo sabe que qualquer coisa pode acontecer. Como argentino, torço muito pelo meu país.

 


Veja também