Foto: Lucas Uebel

O Grêmio chega ao Chile para enfrentar o Deportes Iquique em situação confortável no Grupo 8 da Libertadores. Mesmo assim, os jogadores se mostram preocupados em evitar surpresas no jogo desta quarta-feira. Em entrevista após o treino desta segunda em território chileno, o zagueiro Kannemann lembrou a queda de produção da equipe no segundo tempo na partida de ida na Arena e ressaltou que o time precisará manter o foco ao longo dos 90 minutos no estádio Tierra de Campeones.

“(Jogo da Arena) Serve para ficar todo o tempo todo concentrado. Não podemos dar mole aqui. já demos muito neste ano e temos de estar 100% focado no jogo para não sofrer essas coisas. Sabemos que é um time que trata muito bem a bola, toca bem”, disse Kannemann.

Com 10 pontos conquistados em 12 disputados, o Grêmio tem chance de fazer a melhor campanha da primeira fase da Libertadores – que garantiria a vantagem de decidir todos os mata-matas na Arena. Kannemann admitiu que esse é um dos objetivos do grupo.

“Ter toda a torcida a favor nos 90 minutos finais é muito importante. Até inconscientemente, o time que joga em casa vai para cima, vai buscar o resultado e o visitante vai com um pouco mais de inteligência. Isso faz uma vantagem na hora de definir”, projetou.

O Grêmio tem apenas uma dúvida na escalação para enfrentar o Iquique, entre Arthur e Fernandinho. O Tricolor treinará nesta terça-feira no palco da partida.



Veja também