O Grêmio teve duas boas notícias na tarde deste domingo, nos Emirados Árabes Unidos. O lateral-direito Edílson e o zagueiro Kannemann treinaram normalmente, pelo menos no aquecimento aberto para a imprensa no estádio Tahnoun Bin Mohammed. Depois de cerca de 25 minutos, o técnico Renato Gaúcho fechou a atividade para definir a equipe que enfrenta o Pachuca, na próxima terça, na semifinal do Mundial de Clubes. A principal dúvida é quanto ao substituto de Arthur.

Kannemann participa de treino (Foto: Eduardo Moura)

O treinamento começou com uma roda de bobinho, como de costume. Edílson, que relatou a perna pesada durante o treino deste sábado, e Kannemann, recuperado de gripe, participaram normalmente. O lateral-direito, inclusive, passou na zona mista antes do treino e descartou qualquer possibilidade de ficar fora da semifinal.

– Não tem chance (de perder a semi), não. Senti a perna pesar um pouco durante o trabalho, e por conta da idade já sabemos, aí saí para evitar qualquer problema ou uma lesão. Mas já fiz tratamento, recuperei e está tudo certo – esclareceu o lateral-direito.

Os únicos dois jogadores fora do trabalho seguem sendo os zagueiros Bruno Rodrigo, recuperando-se de torção no tornozelo esquerdo, e Bressan, com uma contratura no posterior da coxa direita. Ambos fizeram uma atividade com o fisioterapeuta Henrique Valente à parte do elenco.

Depois do aquecimento, Renato chamou o grupo para uma conversa no centro do gramado. Foi neste momento que a assessoria de imprensa avisou que era a hora dos jornalistas se retirarem. Renato fez uma atividade tática para definir a equipe. A tendência é que Michel entre em campo como titular na vaga de Arthur e faça dupla com Jailson. Maicon é uma opção menos provável. Correm por fora Léo Moura, com uma mudança de função de Ramiro, e Kaio.

O Grêmio fará um último treino no Tahnoun Bin Mohammed, antes do protocolo oficial da Fifa nesta segunda-feira. Renato e Geromel concederão entrevista coletiva às 17h30 no horário local (11h30 de Brasília), e o elenco irá fazer o reconhecimento no estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain.



Veja também