Kannemann destaca força do Barcelona e prega atenção máxima por “vantagem”

Zagueiro quer Grêmio “repetindo o que tem feito nos últimos 10 meses”

24 de outubro de 2017 - Às 16:07
Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

O zagueiro Kannemann acredita que o Grêmio terá dificuldades em Guayaquil no primeiro jogo da semifinal da Libertadores contra o Barcelona, do Equador. O defensor, campeão da América em 2014, destaca como um dos principais fatores favoráveis ao adversário a força mental da equipe do técnico Guillermo Almada. Para superar o desafio, concentração máxima.

“Vai ser uma partida pegada, difícil e com poucos espaços. Sabemos que Barcelona joga um futebol no limite do físico e do mental. Creio que vão tentar sair nos primeiros momentos e tentar marcar rapidamente. Nós vamos repetir o de sempre. Tentar ter a bola, tentar jogar e atacar. O rival também joga, mas vamos tentar fazer o nosso jogo”, declarou o argentino.

Apesar das instabilidades apresentadas nos últimos jogos pelo Brasileirão, Kannemann prega que o Grêmio mantenha a forma de atuar que levou parte da imprensa e dos torcedores a considerar a equipe uma das melhores da América. Experiente na competição, o zagueiro pede que o time jogue com a “cabeça para não perder nunca a concentração e a tranquilidade”.

“São jogos muito tensos. Como o jogador tem muita vontade de ganhar, passa muitas coisas pela cabeça. Temos que estar tranquilos e fazer aquilo que estamos fazendo há 10 meses”, disse o defensor.

Kannemann evita falar no resultado que daria tranquilidade para o Grêmio na partida de volta. “É uma série de duas partidas, então, vamos tentar fazer o nosso jogo. Ter a bola. Agredir o Barcelona e tentar voltar para o Brasil com alguma vantagem”, concluiu Kannemann.

O Grêmio volta a treinar nesta terça-feira, mas a atividade será o estádio do Emelec, o George Capwell. A partida contra o Barcelona está marcada para quarta-feira, às 21h45min, no Estádio Monumental de Guayaquil.



Veja também