TJD aplica pena de 6 jogos de suspensão a William por agressão em Bolaños

Julgamento de cotovelada de William a Bolaños no Gre-Nal 409 foi julgado na tarde/noite desta sexta pelo TJD

1 de abril de 2016 - Às 21:12

julgamento

Na tarde/noite desta quinta-feira, foram julgados os casos referente aos acontecimentos do Gre-Nal 409. O julgamento aconteceu na sede do TJD/RS e a principal delas foi sobre William, em cotovelada em Bolaños que fraturou a mandíbula do jogador do Grêmio e o tirou dos gramados por pelo menos 45 dias. A decisão do TJD/RS foi de aplicar suspensão de seis jogos ao atleta.

Todo o julgamento foi marcado por trocas de farpas entre os advogados dos dois times. O árbitro da partida, Daronco, também esteve presente, mas disse que não viu o lance e que da posição em que estava, pareceu falta a favor do Internacional.

O Grêmio mostrou vídeo explicando todo o lance de William e também outros lances de partidas que o jogador já havia cometido lances imprudentes tal como diante de Bolaños. Algumas falas do advogado do Grêmio, Nestor Hein:

“O vídeo prova quadro a quadro que o William teve intenção de acertá-lo e intimidá-lo”
“No UFC, nunca ninguém quebrou a mandíbula. A mandíbula é quebrada em acidentes de automóvel”

O jogador William falou sobre o lance:

“Meu objetivo é deixar a bola sair, é proteger, como estava na frente, botei o corpo”
“Gre-Nal não pode ir leve nunca, se não, tu vais longe. Forcei, e foi isso que aconteceu”
“Quando outro atleta vem, a gente acaba flexionando para abrir os braços e ter equilíbrio e força para proteger”

A defesa do Inter:

“Foi o dente siso que fraturou? Foram vários fatores. O siso, o choque e ficar vários minutos no jogo”
“A fratura poderia ter sido facilitada pelo dente siso? Sim”, diz Pastl
“O lance ocorreu aos 3 minutos, e o Bolaños saiu aos 47. É super homem”?

No julgamento, um dos relatores sobre o caso:

“Ele segurou o atleta do Grêmio, mas se excedeu. Esse excesso está caracterizado. O cotovelo ficou mais alto”. “Houve a consequência e a agressão”.

Auditor Vinicius Ilha votou com Maineri e Milani e os três aplicaram pena de 6 jogos de suspensão a William. Um outro auditor havia votado por uma pena de oito jogos.



Veja também