Jovem que emocionou o grupo do Grêmio morre vítima de câncer

Wilian Lima Garcez Júnior, 22 anos, realizou o sonho de conhecer jogadores e técnico Renato

21 de novembro de 2017 - Às 12:10
Arquivo pessoal

Vítima de um câncer na pleura, o jovem Wilian Lima Garcez Júnior, 22 anos, que emocionou o grupo do Grêmio com uma visita no início do mês, morreu nesta segunda-feira. O garoto foi levado por familiares ao CT Luiz Carvalho no dia 6 de novembro e realizou o sonho de conhecer os jogadores e também o técnico Renato Portaluppi.

Wilian recebeu o diagnóstico em 2014 após tratar uma lesão sofrida enquanto jogava futebol. Após sofrer uma trombada, os familiares acreditavam que o garoto tinha machucado o ombro. Com o passar dos dias, a dor deu lugar à falta de ar.  Ao buscarem ajuda médica, o problema foi identificado. Criado em uma família de gremistas, a paixão pelo Grêmio era uma das fontes de força para enfrentar o quadro de saúde delicado.

O clube, por indicação do assessor de Renato, Diogo Aída, preparou uma operação especial para recepcionar Wilian. Fabiana Correa e Daniele Lentz, da comunicação do Grêmio, conseguiram uma camisa para que os jogadores assinassem e entregassem para ele. Os seguranças Fernandão e Cristiano organizaram a recepção no CT, enquanto o assessor de imprensa João Paulo Fontoura auxiliou Renato a levar os jogadores até a sala preparada.

Antes do encontro com Júnior, Renato reuniu todos os jogadores em um auditório do CT e foi buscar o garoto no corredor. Ao entrar na sala, o gremista foi recepcionado com uma camisa autografada por todos os atletas.

Acompanhado dos pais Wilian Lima Garcez e Edna Cristina Soares Rodrigues, Júnior foi conhecer os bastidores do clube.

– Foi show de bola. O que o Renato fez foi brincadeira. O Júnior não sabia se chorava ou se ria. Tiramos muitas fotos. Primeiro, ele não queria ir, pois está muito magro e fica muito incomodado com a aparência. Tem vergonha da condição. Mas meu filho é um exemplo de determinação – contou o pai do jovem.



Veja também