Foto: Eduardo Moura

A imprensa italiana segue tratando a possível negociação envolvendo a ida de Everton para o Napoli. Em sua edição deste sábado (23), a Gazzetta dello Sport diz que uma proposta de até 27 milhões de euros (R$ 162,810 milhões) será levada ao Grêmio. No último final de semana, o jornal havia anunciado uma oferta de 25 milhões de euros.

De acordo com a publicação, o presidente do clube europeu, Aurelio De Laurentiis, considera a operação interessante e gostaria de defini-la a tempo, até porque que existem vários clubes interessados no atacante.

Nesta semana, GaúchaZH revelou que o Napoli já manteve contato com o jogador de 24 anos, como relatou o pai do atleta, Carlos Alberto Soares, que também afirmou que os representantes do clube italiano apresentariam uma proposta ao Grêmio na próxima semana.

Segundo o jornal, o time do sul da Itália vinha tentando conduzir as tratativas de maneira discreta, pelo fato de ter a concorrência de outros clubes da Europa, como o inglês Everton, o Milan e o Borussia Dortmund.

Dessa forma, a divulgação de que as conversas com Everton já foram iniciadas acabou desagradando a direção do Napoli, que teme um inflacionamento do negócio. 

“A notícia publicada na mídia brasileira deixou irritados os dirigentes napolitanos, que vinham seguindo nas tratativas de forma reservada, para evitar a abertura de possibilidades que pudessem aumentar o preço do jogador”, publicou a Gazzetta dello Sport, que complementa que “De Laurentiis não tem intenção de aumentar essa cifra (27 milhões de euros). E a dificuldade econômica que os clubes brasileiros atravessam deve inclusive acelerar a operação”.

Everton começou a carreira nas categorias de base do Fortaleza. Em 2012, chamou a atenção de olheiros do Grêmio em um competição disputada no Nordeste e o clube gaúcho contratou o jogador por empréstimo, num primeiro momento. Após bom desempenho nas categorias de base do Tricolor, foi adquirido em definitivo e está no grupo principal desde 2014. No total tem 273 jogos e 70 gols marcados com a camisa gremista.

O Grêmio é detentor de 50% dos direitos econômicos do jogador. Os outros 50% são divididos entre o investidor Celso Rigo (10%), o ex-agente do atacante, Gilmar Veloz (30%), e o Fortaleza (10%).



Veja também