Foto: Cristiano Oliveski/Grêmio

O 2022 que se aproxima pode não ser o ano dos sonhos para os gremistas. Mas ainda assim pode ser o momento de realização de desejos para muitos jovens que buscam espaço no clube. É o caso do lateral-esquerdo Cuiabano, que completa 19 anos em fevereiro.

Uma das principais apostas do Grêmio, o jovem se vê pronto para oportunidades mesmo na Série B. Pretende usar a Copa São Paulo como “vitrine” para mostrar que pode ser “firme e responsável” para atuar no time principal na competição. Ofensivo, ele tem como espelho Marcelo, citado pela maioria dos jovens da posição, e Guilherme Arana.

– Meu sonho sempre foi ser jogador de futebol. Olho para trás e venho batalhando bastante. Não cheguei ainda no meu sonho, mas quando realizar vai ser tudo uma maravilha. Chegar ao time principal do Grêmio, conquistar espaço, títulos. É isso. Fazer minha história no Grêmio – resume o lateral-esquerdo em entrevista ao ge.

Cuiabano atende por Luis Eduardo em casa. O apelido colou há tempo no Grêmio, em alusão a sua cidade natal. O jovem é sempre citado como um dos bons valores da base do clube e vai estar no grupo que disputa a Copinha a partir da segunda-feira.

– Espero que eu tenha uma chance e aí é aproveitar a oportunidade. Ninguém conversou ainda. Agora manter o foco na Copa São Paulo, fazer o que tem que fazer e ver se aparece a oportunidade. É bem isso, é uma vitrine (pra mostrar trabalho). Se alguém se destacar na Copinha, vai ter oportunidade, tenho certeza. Estou esperando — disse Cuiabano.Tem que ter mais responsabilidade e aproveitar a oportunidade. É pegar firme, jogar sério. É igual eu disse, ter a oportunidade e pegar firme. Só falta a oportunidade. Claro, estou sempre pronto.— Cuiabano, sobre a chance de disputar a Série B

O lateral tem a intenção de mostrar principalmente seu repertório ofensivo. Em 2021, entre jogos do Gauchão e do Brasileiro sub-20, foram 18 partidas disputadas e três gols marcados. Para Cuiabano, 2021 foi um ano de evolução pessoal.

O lateral-esquerdo chegou a ser chamado para treinos do grupo principal quando Felipão era o técnico do Grêmio e foi observado pela comissão técnica. Ao ser avisado da presença nas atividades, Cuiabano conta que passou a viver expectativa semelhante a de ir para um jogo. Depois, colecionou convocações para a seleção sub-18.

– São lembranças bem boas. Recebi a informação do coordenador que no outro dia de manhã cedo treinaria com o profissional. Foi bem bacana a experiência, quero ter mais vezes. Só fica mesmo ansioso, como sempre, como quem vai jogar ou treinar com os caras que tu joga no videogame. Aí tu conviver com os caras é bacana.

No Tricolor desde os 14 anos

Em Cuiabá, o pequeno Luís Eduardo começou a amar o futebol com um campinho ao lado da casa do avô. É possível citar também a influência da mãe, Silvana, pelo esporte, corredora que é. Mas o garotinho juntava primos, parentes e amigos para os “rachas” no campo da praça.

Dali para a escolinha do Profeta foi um pulo. Foi justamente depois de ser observado por lá que Cuiabano acabou no Grêmio aos 14 anos. Desde então, se tornou lateral – gostava mesmo era de atuar no ataque – e defende o clube gaúcho, com o qual tem contrato até 2024.

Cuiabano em treino com amigo Sarará (fundo) e Vanderson  — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Cuiabano em treino com amigo Sarará (fundo) e Vanderson — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O gosto pelo jogo ofensivo aparece hoje nas referências de Cuiabano. Marcelo, do Real Madrid, é a grande inspiração. Dentro do futebol brasileiro, o jovem ainda cita Guilherme Arana, do Atlético-MG e Abner, do Athletico. Cuiabano brinca, no entanto, que gosta de “fazer o simples” quando chega ao ataque.

– Meu estilo é bastante ofensivo, tenho finalização ao gol e ataco bem. Característica mais ofensiva. Quando era pequeno sempre todo mundo gosta de jogar no ataque, fazer gol e tudo. Quando cheguei aqui, fiquei de lateral e está dando certo até hoje. É uma posição que eu gosto. Eu faço o simples, só dou o arco (risos). Toco para o meu parceiro. Dar assistência, é isso — brinca o jovem.Eu gosto de ver jogar é o Marcelo, né. Eu gosto bastante. É uma referência”— Cuiabano, sobre suas influências

Cuiabano, lateral-esquerdo do Grêmio — Foto: Arquivo pessoal

Cuiabano, lateral-esquerdo do Grêmio — Foto: Arquivo pessoal

Como está a joia 2021

O centroavante Elias teve suas primeiras oportunidades no elenco profissional durante a temporada. Foi artilheiro na campanha do título do Brasileirão de Aspirantes este ano, com 12 gols, e atuou em nove partidas no grupo principal — chegou a marcar dois gols na Copa Sul-Americana.

Mantido no grupo principal, Elias é um dos nomes para o ataque do Grêmio em 2022. Com força e velocidade, foi adaptado das pontas para o centro do setor ofensivo. No entanto, o jovem também já despertou interesse de outros clubes no mercado.



Veja também