Jogadores do Grêmio rejeitam esquema 4-3-3 imposto por Luxemburgo

29 de março de 2013 - Às 15:11

Há alguns jogos que o técnico Vanderlei Luxemburgo vem testando o esquema com três atacantes no Grêmio, porém sem muito sucesso. A partida de ontem, na derrota para o Cruzeiro, mostrou claramente a falta de criatividade do time, que sem um homem no meio fica desprotegido na defesa e a armação de jogadas perde a qualidade.

O argentino Barcos descordou do esquema adotado por Luxa:
“Ter três atacantes às vezes faz você não saber o que precisa e o que pode fazer. Você vai para um dos lados e sempre tem outro atacante”, reclamou. “O técnico é quem sabe. Mas é claro que não estamos nos entendendo bem”, completou.
Quando perguntado sobre este mesmo assunto, Welliton foi claro e objetivo: “Pergunta para o treinador”.
Por fim, Werley também deixou sua opinião contrária a do treinador, principalmente falando da criação de jogadas e de o time ficar desprotegido com um homem a menos no meio:
“Você tira um jogador do meio, daí acaba faltando. Os atacantes nos ajudam na marcação, até tentam, mas não é a característica deles. Daí dá um contra-ataque, você tem menos jogadores ajudando. Acabamos desprotegidos”, disse Werley.
Adaptado de Uol Esporte.


Veja também