O Grêmio já não esconde de ninguém a intenção de contratar reforços para o restante da atual temporada — fala-se até em três atacantes e mais um lateral-esquerdo. Mas não terá, pelo menos por ora, a possibilidade de buscar estes jogadores fora do Brasil. Com a janela de transferências internacional fechada, o Tricolor passa a olhar o mercado interno ou jogadores livres para reforçar o time.

O nome de Everaldo, por exemplo. Como está no Kashima Antlers, do Japão, o centroavante só poderia ser inscrito a partir do dia 13 de outubro, quando o novo período para regularizar contratações se abre na CBF. A janela vai até 9 de novembro.

Outros jogadores cujos nomes chegaram a circular nos bastidores, como o lateral-esquerdo Jorge, do Monaco, vivem situação semelhante. O ex-Flamengo também tinha valores fora da realidade gremista. A exceção é de quem estiver sem contrato com clube algum. Neste caso, não há restrição para inscrições.

Everaldo, do Kashima, foi sondado pelo Grêmio — Foto: Reprodução/Kashima Antlers

Everaldo, do Kashima, foi sondado pelo Grêmio — Foto: Reprodução/Kashima Antlers

— Já falei para vocês que precisamos de mais dois ou três atacantes. Até porque de área só temos o Diego. É importante a gente buscar, não só de área, mas pelo lado também, com as saídas de André e Everton. Precisamos repor. A gente precisa de reforços, sim — afirmou o técnico Renato Gaúcho após a vitória sobre o Fluminense.

Além disso, a intenção do Grêmio no mercado não é fazer grandes investimentos. Apesar das vendas de Diego Rosa e Everton, o clube gaúcho busca negócios de ocasião. Até por isso olha para nomes livres no mercado.

— Estamos fazendo uma avaliação criteriosa. Quando tivermos o negócio encaminhado, oficializado, faremos a comunicação. Mas não podemos errar — destacou o vice de futebol Paulo Luz.

Atualmente, o Grêmio tem Diego Souza, Alisson, Pepê e Luciano como principais nomes para o setor ofensivo. As outras opções são oriundas das categorias de base e necessitam de mais experiência: Patrick, Isaque, Rildo, Guilherme Azevedo e Fabrício.



Veja também