O triunfo de 2 a 0 no Gre-Nal de domingo enterra de vez a dolorosa eliminação do Grêmio na Libertadores, com direito a goleada por 5 a 0 para o Flamengo. Três vitórias depois do vexame no Maracanã, o Tricolor abre distância no G-6 e entra definitivamente na briga pelo G-4 do Brasileirão, com direito a um confronto direto com o São Paulo no horizonte.

Mais do que os três pontos, o Grêmio confirma supremacia regional e encerra a temporada invicto contra o maior rival. Nas palavras do técnico Renato Gaúcho, o resultado “saiu barato”.

“Conseguimos uma vitória contra nosso maior rival e seguimos perto do G-4. Vamos seguir buscando essas vitórias, porque nosso objetivo é ficar entre os quatro primeiros” (Renato Gaúcho)

Os jogadores seguiram à risca o voto de confiança feito pelo treinador após a queda na competição continental. Não deram espaço para o abatimento. Superaram o Botafogo por 3 a 0 e o Vasco por 3 a 1 fora de casa. No domingo, foram superiores do início ao fim diante de um adversário direto na busca da vaga à Libertadores de 2020.

Rômulo sai para comemorar o segundo gol do Grêmio no Gre-Nal 422 — Foto: Vinícius Costa/BP Filmes

Rômulo sai para comemorar o segundo gol do Grêmio no Gre-Nal 422 — Foto: Vinícius Costa/BP Filmes

O Grêmio mantém a quinta colocação na Série A, com 50 pontos. Segue dois atrás do São Paulo, quarto colocado, e tira outros quatro do Inter. Na 36ª rodada, os tricolores gaúcho e paulista se enfrentarão na Arena.

– Quero destacar muito a recuperação depois daquela sapatada que a gente levou. Ganhamos os três jogos seguintes. Não é para qualquer um. Muitas equipes ficariam muito abaladas e teriam dificuldades. O Grêmio fez três gols no Botafogo, três no Vasco em São Januário e hoje (domingo) era para ter feito três ou quatro pelo menos – destaca o vice de futebol Duda Kroeff.

Invencibilidade em clássicos

Aplicar 2 a 0 no Inter também significou ao Grêmio encerrar a temporada invicto em Gre-Nais. Em cinco partidas entre os rivais, foram duas vitórias e três empates. O único gol sofrido ocorreu no empate por 1 a 1 do primeiro turno do Brasileirão, no Beira-Rio. E quem marcou foi o zagueiro Paulo Miranda, contra.

– Nossa supremacia é há três anos. Esse ano foi mais uma vez comprovada. Cinco Gre-Nais. O Grêmio não perdeu, tomou um gol e quem fez foi o Paulo Miranda (contra). Com todo respeito ao Internacional, mas foi um massacre – exaltou Renato Gaúcho.

Os Gre-Nais de 2019

  • 17/03 – Grêmio 1 x 0 Inter – Gauchão (primeira fase)
  • 14/04 – Inter 0 x 0 Grêmio – Gauchão (primeiro jogo da final)
  • 17/04 – Grêmio 0 (3) x (2) 0 Inter – Gauchão (segundo jogo da final)
  • 20/07 – Inter 1 x 1 Grêmio – Brasileirão (11ª rodada)
  • 03/11 – Grêmio 2 x 0 Inter – Brasileirão (30ª rodada)

Em termos de Campeonato Brasileiro, aliás, o Tricolor não sabe o que é derrota em clássicos como mandante há 13 anos. Em 2006, pela 33ª rodada, perdeu por 1 a 0 no Olímpico. De lá para cá, são 12 partidas em casa contra o Inter. Contabiliza seis vitórias e seis empates.

Os três pontos somados no clássico de número 422 mantêm o Grêmio na quinta colocação, com 50 pontos. Nesta segunda-feira, o grupo ganha folga e retorna aos treinos na terça. Na quinta, enfrenta o CSA, na Arena, às 21h, pela 31ª rodada.



Veja também