Interesse da China, renovação e corrida por novo atacante

Clube está focado em renovar contrato de Pedro Rocha e em buscar novo atacante

14 de janeiro de 2017 - Às 10:48
Foto: Lucas Uebel

Interesse chinês?

O Grêmio garante que não recebeu nenhuma proposta oficial pelo atacante Everton. O futebol chinês estaria disposto a investir pesado para levar o garoto que terminou 2016 em alta. “Não posso falar de algo que não chegou, que não é concreto”, finalizou Odorico Roman. O mesmo vale para o atacante Luan e o volante Walace. Até o momento, o Grêmio não recebeu propostas oficiais por dois de seus principais jogadores.

Renovação

Com a situação de Douglas definida, o Grêmio está focado em estender o contrato de Pedro Rocha. O atacante também encerrou 2016 em boa fase e foi peça fundamental na conquista da Copa do Brasil. O atacante tem contrato com o clube até dezembro de 2017 e já demonstrou interesse em permanecer na Arena.

A corrida por um novo atacante

Foto: PSV / Divulgação / CP

O Tricolor já esteve praticamente acertado com Kayke e Gabriel Fernández, tentou o paraguaio Colmán, mas ainda não conseguiu anunciar um atacante para reforçar a equipe. “Não temos nenhuma novidade. Estamos trabalhando com alguns nomes”, afirmou o vice de futebol, Odorico Roman. O clube tem encontrado dificuldades no mercado. A diretoria enviou uma proposta oficial ao Nacional-PAR para contratar Colmán, mas os paraguaios não deram resposta. “É um negócio que não evoluiu, o Nacional não responde, então estamos partindo para outras alternativas”, destacou Roman.

Com isso, o novo alvo passou a ser o peruano Beto da Silva, filho de brasileiros, de 20 anos, que atua no PSV Eindhoven, da Holanda. O jogador, apesar da pouca idade, já chegou a ser convocado para a seleção principal do Peru. “É um jogador que o Grêmio monitora. Mas é uma operação complexa, que envolve um clube europeu, difícil de concretizar”, explicou Odorico Roman.

Beto da Silva se encaixa no perfil traçado pela diretoria de trazer um atacante sul-americano e jovem. “O conceito de fazedor de gols que a gente trabalha é um conceito mais amplo. Pode ser um jogador que faça os gols como também ajude os outros a fazer”, comentou Roman.



Veja também