Imortal, Tricolor leva 2 a 0, empata aos 50 do 2º tempo, vence nos pênaltis e é campeão da Taça Piratini

10 de março de 2011 - Às 03:20



Em um grande jogo, digno de decisão, Grêmio e Caxias fizeram a final da Taça Piratini e o time de Caxias, jogando um futebol organizado, segurou a forte pressão do Grêmio durante os 90 minutos, e o jogo acabou no 2 a 2, com o Tricolor empatando aos 50 minutos do segundo tempo, após 8 minutos de acréscimo. Nos pênaltis, Victor pegou dois pênaltis e o Grêmio levantou a Taça!


Agora o Tricolor poderá poupar titulares no segundo turno, apenas pensando na Libertadores.

O Grêmio se garantiu na decisão do Gauchão 2011.


Final da Taça Piratini – Olímpico/RS
2 (4)2 (1)
Grêmio x Caxias
Primeiro tempo eletrizante
O Caxias começou incrivelmente sufocando o Grêmio no Olímpico. Aos 3 minutos, Everton mandou de cabeça próximo do gol, Victor estava batido no lance. Aos 7, Lima recebeu livre dentro da área, e na cara do gol chutou para fora, perdendo um gol incrível.
Aos 19 minutos, Itaqui, Ex-Grêmio bateu falta de muito longe, no cantinho, e fez um belo gol, abrindo o placar. 
Aos 22, Rodolfo tocou de cabeça e empatou, mas estava impedido.
Com 26 minutos, vendo que as coisas não iam bem, Renato fez uma substituição, tirando Carlos Alberto e colocando Bruno Colaço.
Aos 38 minutos, Douglas bateu forte de fora da área, mas André Segalli foi no cantinho e espalmou, salvando o Caxias.
Um minuto depois, porém, veio o castigo. Após boa troca de passes, Gerley entrou na área e bateu, ampliando o placar. Mas antes do fim do primeiro tempo, veio a luz no fim do túnel para o Grêmio. Aos 43, Willian Magrão recebeu livre na entrada da grande área e bateu no canto, uma bomba, diminuindo o prejuízo do primeiro tempo.

Muitas chances perdidas e gol aos 50min.
O segundo tempo começou com o Grêmio indo para o ataque, mas o Caxias bem fechado, não dava chances ao Tricolor. Mas aos 16 minutos, Douglas tocou para André Lima na área, ele desviou e a bola tirou tinta da trave do Caxias.

Aos 18, Lucio tocou na área para Borges, que na cara do gol bateu, André Segalli fez grande defesa, salvando o time Caxiense. Aos 25 minutos, Rochemback cobrou falta na área e André Lima desviou para o gol, mas pela segunda vez no jogo, o gol foi anulado. Aos 27, Gabriel cruzou para Borges, de cabeça, testar para fora.

Era ataque contra defesa, o Grêmio atacava e o Caxias se defendia. A torcida estava apreensiva, nervosa e tensa, mas fazendo sua parte, o jogo era complicado e muito importante. Passavam 36 minutos e o Grêmio era todo desarrumado em campo, não havia mais técnica alguma. 

O árbitro deu 8 minutos de acréscimo, e com confusões, 3 jogadores foram expulsos, e mesmo com todas as adversidades, o Grêmio foi valente e empatou com Rafael Marques, aos 50 minutos do segundo tempo, após bola levantada na área, ele pegou a sobra e bateu, levando a decisão para os pênaltis. O árbitro havia dado oito minutos de acréscimo.

André Segalli defendeu 4 pênaltis na semifinal diante do São José, e entrava como bicho-papão.

PÊNALTIS
1. Borges bateu a primeira e converteu. Dê cobrou no mesmo canto e Victor pegou.
2. Douglas bateu com categoria e converteu. Diogo bateu e Victor pegou mais uma vez.
3. Rochemback bateu e converteu, deixando tudo tranquilo. Everton converteu.
4. O título estava nos pés de Lucio. Ele bateu e…GOL!

TRICOLOR CAMPEÃO DO PRIMEIRO TURNO DO GAUCHÃO, A TAÇA PIRATINI!

OS GOLS


Veja também