Foto: Lucas Uebel

A fé não fez Fernandinho desistir nem nos momentos de maiores contestações com a camisa do Grêmio. A recompensa veio na noite desta quarta-feira, com a vitória por 2 a 1 sobre o Lanús em plena La Fortaleza, na Argentina, e a conquista do tricampeonato da América.

O atacante abriu o caminho para o título aos 26 minutos do primeiro tempo, ao roubar uma bola no campo de defesa, arrancar até a área adversária e fuzilar o goleiro Andrada. Na comemoração do título, lembrou os momentos que foi contestado pela torcida durante a temporada.

– Me vejo como Davi, da Bíblia. Era o mais fraco, o mais rejeitado. Eu passei por adversidades também. O improvável, mas Deus me escolheu. Agradeço pelo privilégio. Nunca esquecerei – desabafou Fernandinho, emocionado.

Enquanto falava sobre o feito, Fernandinho foi abraçado por Marcelo Grohe. E o goleiro deixou claro o carinho do grupo por ele. O atacante só tem contrato com o Grêmio até dezembro. E está na mira de times como o Corinthians. Mas, se depender dos companheiros, não sairá.

– Vai ficar. Não tem jeito de ir embora, não – disparou o goleiro.

Com o tri da América na bagagem, a delegação gremista embarca em voo fretado ainda na madrugada desta quinta-feira rumo a Porto Alegre. A chegada na capital gaúcha está prevista para o início da manhã. A delegação desce na Base Aérea de Canoas, na Região Metropolitana da capital, e segue direto para a festa com a torcida na Arena.



Veja também