Enquanto busca no mercado novos jogadores, o Grêmio tem uma lista de atletas emprestados que devem inicialmente se apresentar para a pré-temporada. Quem puxa esta fila é Henrique Almeida, centroavante emprestado ao Coritiba neste ano. Outros três ainda têm situação indefinida, enquanto Guilherme e Lima serão reaproveitados em 2018.

O Tricolor tem poucos jogadores para lidar neste momento. A maioria dos emprestados tem um vínculo maior, estendido até algum período de 2018. Por exemplo, o zagueiro Wallace Reis, que está no Vitória com vínculo até junho da próxima temporada. São seis jogadores que voltam em janeiro, sendo dois deles já com aproveitamento confirmado.

Aproveitados

Guilherme, após bom ano no Botafogo, volta para ser alternativa no setor ofensivo do Grêmio. Com algumas atuações destacadas, como nas oitavas de final da Copa do Brasil, com o Sport, o atacante virou uma espécie de talismã de Jair Ventura. A ideia do Tricolor era justamente amadurecê-lo para ter um melhor aproveitamento no futuro. É o que acontecerá agora.

Guilherme cresceu no Botafogo e está nos planos do Grêmio (Foto:  Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

Se o ex-Bota aparece como opção para o lado esquerdo de ataque, outro em situação semelhante é Lima. O meia-atacante fez boa Série B com o Ceará ao conseguir o acesso. Também chamou atenção dos dirigentes gremistas e irá ser aproveitado na próxima temporada. Ambos retornam quando o elenco que encerrou o Brasileirão se apresenta, dia 5 de janeiro.

Henrique Almeida e outros três

Depois da dupla, outros quatro aparecem ainda com vínculo com o Grêmio. O principal deles chegou com pompa no início de 2016, mas não confirmou no clube: Henrique Almeida. Após disputar mais de 40 jogos pelo Coritiba em 2017 e anotar 12 gols, ainda não tem uma definição sobre o futuro. Conforme contato com o diretor de futebol Saul Berdichevski, todos os jogadores do Grêmio se apresentam no início da temporada. Por ora, não há negociação envolvendo o atleta.

– No momento, todos se reapresentam para pré-temporada. Se surgir algum negócio antes, poderá ser desnecessário – comentou o dirigente.

Henrique Almeida esteve no grupo campeão da Copa do Brasil em 2016 e chegou a ser escalado como titular por Renato no início de sua terceira passagem no clube. No entanto, entrou em rota de colisão com a torcida gremista após fazer um gesto obsceno para torcedores específicos, pelo qual se desculparia logo depois. A tendência é que não permaneça. Foi contratado após ir ao Beira-Rio assistir ao Inter, que tentava sua compra.

Moisés tem possibilidade de deixar o Grêmio (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

Outros três voltam, todos de Santa Catarina: Moisés, volante que esteve em 2017 na Chapecoense; e o centroavante Nicolas Careca e o lateral-esquerdo Iago, do Figueirense. O empresário Edy Cracco negocia duas situações de empréstimo para 2018, além de uma possibilidade de transferência para o exterior, para o volante. Os outros dois jovens ainda não estão com o futuro definido.

Mais retornos só em 2018

Há também na lista de emprestados alguns jogadores que ficarão livre. O zagueiro Fred, por exemplo, ex-Vitória, terá seu contrato com o Grêmio expirado. O mesmo vale para o volante Edinho, negociado com o Coritiba no início do ano. E aos jovens Jeferson Negueba e Lucas Coelho, emprestados ao Criciúma e ABC, respectivamente. O empresário do segundo, João Ribeiro, inclusive esteve no CT Luiz Carvalho no fim do ano passado para ouvir textualmente que ele não estaria nos planos e buscar clube para o centroavante.

Outra particularidade para o Tricolor é que muitos atletas têm contratos mais longos com a sua equipe atual, sem necessidade de uma alteração ao fim de 2017. São os casos de Bolaños, no Tijuano, do México, e Lincoln, no Rizespor, da Turquia. O Grêmio aguarda que o equatoriano atinja o número estipulado de jogos para que os mexicanos exerçam a obrigação de compra no contrato. Já o jovem deve retornar na próxima temporada, pois o clube o emprestou para dar mais rodagem e ver evolução no meia.

Lincoln está no Rizespor (Foto: Divulgação/Rizespor)

Completam o rol atletas que o executivo André Zanotta não precisa se preocupar neste momento. Por exemplo: o lateral-esquerdo Breno ficará até o fim do Gauchão no Brasil de Pelotas. Yuri Mamute tem vínculo com o Juventude até o fim da Série B do ano que vem – um mês antes de acabar o contrato com o Grêmio. Assim como estes, muitos outros jovens têm o fim dos empréstimos próximo ao término do acordo com o Tricolor.

Confira a lista de emprestados

  • Henrique Almeida – ainda sem definição sobre o futuro. Contrato até fim de 2019
  • Moisés – já tem opções para sáida. Contrato encerra em dezembro de 2018
  • Iago – volta ao Tricolor. Contrato até fim de 2019
  • Nicolas Careca – volta ao clube. Contrato até fim de 2020


Veja também