O momento é do Grêmio montar o elenco para a pré-temporada que inicia em dezembro e estabelecer metas. O atacante Guilherme, contratado no meio do ano, aponta para um 2023 com “pensamento grande” para o Tricolor. O camisa 11 cita títulos e almeja uma melhora com gols pelo clube após marcar o primeiro na última partida de 2022.00

O atacante de 27 anos retornou ao clube gaúcho depois de dois anos e meio no mundo árabe. Voltou como esperança de gols, já que em 2019 foi o goleador da Série B pelo Sport. Porém, acabou a temporada com 18 jogos pelo Tricolor, três assistências e um gol, na última rodada, algo que gerou críticas em 2022.

Guilherme vê com bons olhos seu retorno até o momento em entrevista ao ge. O camisa 11 admite que queria ter feito mais gols, mas se sente satisfeito ao alcançar o principal objetivo do clube no ano, que era o acesso à elite do futebol.

– Meu retorno pro Grêmio avalio como positivo. Vim de uma liga totalmente diferente e o objetivo maior era o acesso. Cheguei na metade do ano, já com o clube no G-4 e acredito que o objetivo maior foi alcançado. Claro que como desempenho pessoal eu esperava fazer mais gols. Mas o objetivo principal do Guilherme era ajudar o Grêmio. Eu me dediquei, me apliquei muito dentro de campo, corri e lutei – afirmou Guilherme.

Guilherme comemora primeiro gol pelo Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Guilherme comemora primeiro gol pelo Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Internamente, acredita-se que o período longe do futebol brasileiro, em um campeonato diferente, dificultou a readaptação de Guilherme. O gol tão desejado saiu apenas no último jogo do ano, na vitória em cima do Brusque, na Arena.

Mas entre as três assistências que teve no Brasileirão, uma teve um peso grande. Na 35ª rodada, o Grêmio perdia em casa para o Bahia, até que o atacante arrancou pela esquerda e cruzou para Thiago Santos empatar o jogo. Na rodada seguinte o time gaúcho garantiu acesso matemático.

A saga do jogador para balançar a rede foi reconhecida por seus companheiros. Com o prestígio do grupo, jogadores e funcionários do Grêmio torciam muito para o atleta fazer seu gol. Antes do jogo contra o Náutico, que decretou o retorno à primeira divisão, o atacante recebeu o apoio dos colegas, que queriam que ele fosse o “herói” do acesso.

O gol realmente veio apenas na última rodada. Criticado externamente pelo rendimento, a partida contra o Brusque tirou um peso das costas de Guilherme, que encerrou o ano em alta. Uma motivação para a próxima temporada.

– Foi um baita de um alívio (o gol). Aquilo estava de alguma forma me incomodando, mas claro que eu estava focado em ajudar o Grêmio a buscar o objetivo maior. Essa era minha preocupação. Como um atacante, um cara que estava acostumado a fazer gols, aquilo me incomodava. Acabo a temporada fazendo gol, vencendo, fazendo uma grande partida e isso me impulsiona pra começar a próxima temporada do jeito que eu terminei a última. Assim, posso ajudar ainda mais o Grêmio na Série A – completou o jogador.

Os jogadores do Grêmio se reapresentam no CT Luiz Carvalho no dia 7 de dezembro. A permanência de Renato já foi confirmada e o elenco deve passar por uma reformulação até o próximo ano.

A temporada será de retorno à Série A, mas Renato quer um time competitivo para disputa títulos. Esse também é uma ambição de Guilherme, que mira o título gaúcho já no início do ano. O Tricolor ainda disputará Copa do Brasil e Brasileirão.

– Um ano de Série A, de reconstrução, vindo da Série B. A expectativa, não só minha, mas de todos atletas é fazer um grande ano. Fazer um grande Gauchão para ser hexacampeão gaúcho. Quem usa a camisa do Grêmio tem que pensar grande e precisamos começar a temporada pensando em ser campeões gaúchos, consequentemente avançar nas fases da Copa do Brasil e fazer um grande Brasileiro. A expectativa não pode ser menor que isso – completou o camisa 11.

Independentemente disso, Guilherme acredita que, readaptado ao futebol do Brasil e com uma pré-temporada com os companheiros, pode melhorar o desempenho e fazer um 2023 melhor que estes 18 jogos com a camisa tricolor.

– Começando a pré-temporada desde o início com meus companheiros, jogando desde o começo, tenho tudo pra fazer um grande ano com a camisa do Grêmio em 2023. Dentro de campo, vou trabalhar e treinar para que meu desempenho seja muito melhor do que foi essa meia temporada de 2022 na Série B – projetou.

O atacante surgiu no Grêmio em 2016, alçado pelo técnico Roger Machado, que inclusive deu o aval para a volta a Porto Alegre. A partir de 2017, já com Renato, passou a ser emprestado para outros clubes brasileiros, até ser vendido, em janeiro de 2020, ao Al-Faisaly, da Arábia Saudita.



Veja também