O Gre-Nal vencido pelo Grêmio por 1 a 0 na quarta-feira não valia título nem classificação. Mas colocou em jogo o “sonho de criança” do lateral-esquerdo Guilherme Guedes. Titular na vaga de Bruno Cortez, o jovem de 21 anos relata “dias apreensivos” antes de disputar o seu primeiro clássico, revela dicas do titular da posição e fará um quadro com a camisa usada no jogo.

Guedes ficou sabendo na terça-feira que iniciaria o jogo. O garoto, com passagem pela Ponte Preta na Série B do ano passado, já havia estreado com a camisa gremista pelo Brasileirão, em 2018, mas viu a chance da vida cair no colo.

— Foram dias apreensivos, né. Muita vontade de voltar a jogar, ainda mais por ser um clássico. O Renato falou comigo que eu seria titular um dia antes, para estar preparado para a oportunidade. Ele sempre diz que precisamos estar prontos, que não adianta tentar se preparar só dois ou três dias antes do jogo — destaca Guedes, via assessoria de imprensa.

Guilherme Guedes abraça Jean Pyerre após gol de falta no Gre-Nal — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Guilherme Guedes abraça Jean Pyerre após gol de falta no Gre-Nal — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

“O Cortez me mandou mensagem antes do jogo. Nós conversamos bastante no dia a dia, e ele me deu alguns conselhos” (Guilherme Guedes)

O lateral-esquerdo apresentou bom futebol no clássico e foi elogiado pelo técnico Renato Gaúcho depois da vitória. A camisa número 36 será guardada com carinho pelo jogador e vai para um quadro como recordação.

— (Jogar o Gre-Nal) É uma das melhores sensações do mundo, ainda mais para mim, que sou gremista. Realizei um sonho de criança. Vou guardar essa camisa com muito carinho, colocar em um quadro na minha casa — afirma.

Guilherme deve seguir no time no domingo, às 11h, contra o Ypiranga. Mesmo que o comandante escolha mudar o time, ele é a única alternativa para a função e deve ganhar sequência enquanto Cortez permanece fora de ação por testar positivo para Covid-19.



Veja também