Grohe se agiganta em fase decisiva do Grêmio e mira voltar para “radar” de Tite

Camisa 1 garante vitória sobre a Ponte Preta com grande atuação e vê preparador de goleiros, Rogério Godoy, ser questionado sobre seleção brasileira

9 de novembro de 2017 - Às 17:27
Foto: Agência Estado

Embora seja algo relativamente novo na temporada, tem se tornado rotina: o Grêmio recorrer ao goleiro Marcelo Grohe para evitar resultados negativos e acumular vitórias. O camisa 1 gremista se agigantou na noite de quarta-feira, no Moisés Lucarelli, para garantir a vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta Se o resultado foi histórico após um jejum de 36 anos no local, teve um personagem central do mesmo peso. A ponto do preparador de goleiros citar o “radar” de Tite ao ser perguntado sobre vaga na seleção brasileira.

Grohe passou a ser mais exigido nos últimos jogos. Ao passo que a defesa do Grêmo passou a dar mais brechas, o camisa 1 apareceu para salvar. Contra a Macaca, a zaga era reserva, o que pode explicar o grande número de chances dos rivais. O goleiro apareceu em diversos lances e passa a ser decisivo justamente quando a temporada chega em seu principal momento. No horizonte, as finais da Libertadores, dias 22 e 29, contra o Lanús.

– Ótimo, que continue assim, que melhore a cada dia. Vem fazendo grandes defesas, fez a defesa do século lá no Equador na minha opinião. O Paulo Victor está bem quando chamado. Estamos bem servidos na posição. Parabéns para o Rogerião (preparador de goleiros), também. Importante estarem bem nesta fase decisiva de Brasileiro e Libertadores – elogiou Renato, antes de completar. – Marcelo acima de tudo se criou aqui no Grêmio, tenho admiração grande por ele, é gremista.

Mito no Cartola

No Moisés Lucarelli, Marcelo Grohe “mitou” não só em campo. No Cartola, acumulou 23 pontos, como um dos principais pontuadores da rodada. Foram seis defesas difíceis para avalizar a vitória. Para se ter ideia do tamanho do feito, o Tricolor não vencia no estádio da Macaca desde 1981, na semifinal do Brasileirão conquistado pelos gremistas. A atuação foi tão boa que suscitou perguntas ao preparador de goleiros Rogério Godoy sobre seleção brasileira.

Grohe já foi chamado por Tite em uma oportunidade, em 2016, e teve também chances com Dunga. Mas já faz algum tempo que não é lembrado. No entanto, este ano, Taffarel visitou o CT Luiz Carvalho, em seu giro pelos clubes brasileiros, para acompanhar os treinos de Rogerião e dos goleiros gremistas. Hoje, Tite tem Alisson e Ederson bem cotados para a Copa do Mundo e Cássio, do Corinthians, como terceira opção mais frequente.

– O Marcelo vem em uma trajetória muito regular. Erros são coisas que acontecem, mas ele vem mostrando sua qualidade nas horas que mais precisa. É uma tarefa para o professor Tite e o professor Taffarel, mas o Marcelo tem que estar no radar, sim – apontou Rogerião.

Taffarel visitou os goleiros gremistas em fevereiro (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Paulo Victor foi contratado recentemente e também pode ter dado uma ajuda para o momento do titular. A presença de uma “sombra” aumenta o nível dos trabalhos diários.

– Eleva o nível. Qualidade nos trabalhos está lá em cima. O Grêmio tem dois goleiros que seriam titulares em qualquer equipe do Campeonato Brasileiro. A qualidade do Paulo é indiscutível e o Marcelo todos podem ver. O Grêmio está bem servido – concluiu o preparador de goleiros.

O Grêmio retorna de Campinas no início da tarde e chega a Porto Alegre para treinar no CT Luiz Carvalho. O próximo compromisso será no domingo, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, contra o Vitória – a Arena não poderá ser usada por conta do show da banda Coldplay, no dia anterior. Com a vitória, os gaúchos chegaram aos 57 pontos e retomaram a vice-liderança do Brasileirão.



Veja também