Grohe salva, Grêmio empata no fim diante do San Lorenzo e segue em 2º

Tricolor conseguiu empate jogando na Argentina graças a gol de Lincoln e boa atuação de Grohe

15 de março de 2016 - Às 23:38
Foto: Lucas Uebel
Foto: Lucas Uebel

O Grêmio visitou o San Lorenzo na noite desta terça-feira no Estádio Nuevo Gasómetro pela 4ª rodada do Grupo 6 da Libertadores e acabou empatando por 1 a 1. O time da casa fez seu gol logo no início, de pênalti, mas Lincoln empatou para o Tricolor no fim do jogo mesmo o Tricolor não tendo boa atuação. Grohe foi um dos nomes do jogo.

Escalação inicial: Grohe; Ramiro; Geromel; Fred; Marcelo Oliveira; Edinho; Maicon; Giuliano; Douglas; Everton; Luan

PRIMEIRO TEMPO
A partida mal começou e logo aos 3 minutos Marcelo Oliveira cometeu um pênalti infantil. Ortigoza cobrou e abriu o placar. Após o gol, o Tricolor não se abateu e partiu para cima dos argentinos. Aos 7, após cobrança de escanteio e desvio na primeira trave, Geromel apareceu livre mas não conseguiu desviar para o gol e a bola tocou na trave.

Aos 19, Maicon errou no meio campo e perdeu a bola para Cerutti que avançou livre a partir do meio campo e rolou para Cauteruccio, que parou, arrumou e finalizou, mas Grohe se recuperou na jogada e salvou o Grêmio. Aos 22, após cruzamento rasteiro, Geromel tirou na hora certa em que o jogador argentino iria finalizar dentro da área.

A partida era movimentada e cá e lá para as duas equipes. Mas no fim do primeiro tempo, o time argentino teve a chance de matar o jogo em diversas oportunidades. Aos 42 minutos, após bola levantada na área, Blanco desviou e Marcelo Grohe fez um milagre, no reflexo. Dois minutos mais tarde, em chute de fora da área, a bola bateu no travessão de Grohe, na volta Blanco bateu e Geromel salvou em cima da linha.

Foto: Lucas Uebel
Foto: Lucas Uebel

SEGUNDO TEMPO
Na etapa complementar, a partida ficou mais equilibrada e o Tricolor conseguiu sair da pressão do time argentino. Mas, a partida ficou morna com mais posse de bola para os argentinos mas sem grandes chances criadas.

O técnico Roger promoveu as saídas de Douglas, Luan e Giuliano para as entradas de Lincoln, Pedro Rocha e Bobô, para buscar deixar o time mais ofensivo, mas sem sucesso. O Tricolor não conseguia armar jogadas e assustar o goleiro.

O time do San Lorenzo é que tinha maior posse de bola e buscava mais os ataques, estando mais próximo de ampliar do que o Grêmio de empatar. Mas, o Grêmio chegou ao empate aos 44 minutos em jogada isolada. Após cruzamento rasteiro de Everton, Bobô brigou pela bola quen sobrou para Lincoln chegar chutando, empatando o jogo.

E no fim, ainda houve tempo para Grohe salvar o Grêmio mais uma vez em chute de Carruzo a queima roupa.



Veja também