Grohe não admite falha em gol: “Não tinha entrado”

Em cobrança de Luiz Antônio, goleiro do Grêmio cai dentro do gol ao segurar cruzamento

9 de junho de 2017 - Às 12:12
Foto: Reprodução / Premiere

A vitória do Grêmio sobre a Chapecoense tomou um rumo para lá de maluco. Os nove gols do 6 a 3 dos gaúchos falam por si só. Mas como eles foram marcados também explica toda a loucura da partida. Além de um gol do meio-campo sem querer de Michel, Luiz Antônio fez o primeiro da Chape em cobrança de falta. Marcelo Grohe caiu para trás, para defender, e o árbitro assinalou que a bola entrou. Mas o camisa 1 discorda.

Para o goleiro, a bola só cruzou totalmente a linha quando Wellington Paulista entrou de carrinho para tentar tocá-la. E ela já estava sob seu domínio, nas mãos do goleiro, ainda que no chão. No vestiário, após o gol, o jogador gremista buscou um vídeo para conferir o lance. Grohe evitou classificar o lance como falha ou não.

– Eu pego a bola. A sensação que tive na hora, estava vendo que eu estava em cima da linha, o jogador da Chapecoense dá um carrinho e eu estava com a bola em minhas mãos, aí sim entra. Foi isso que fui cobrar do juiz. A bola não tinha entrado. Enfim, o importante é a vitória – disse o goleiro, antes de completar:

A bola não entra. Não vou dizer se foi falha ou não. No meu ponto de vista eu defendi a bola. Ela entrou quando o jogador dá o carrinho e para mim isso é falta. Não sei se foi falha, deixo para vocês analisarem. Se foi falha, ok, se não foi falha, tranquilo (Grohe, sobre 1º gol da Chape)

O lance contou com a colaboração de um dos adicionais do jogo – estavam Paulo Roberto Alves Júnior e Fabio Filipus, ambos do Paraná – para Rodolpho Marques, o árbitro da partida. Para Grohe, faltou a tecnologia da linha do gol, utilizada na Copa do Mundo e prometida como legado da competição no país.

– Eu acho que está mais do que na hora. É um lance que pode mudar a história de um jogo. Eu acabei de ver o vídeo. E acho que vocês (jornalistas) podem ver também, a câmera que fica bem atrás em cima, ela pega o lance e eu estava com a bola em cima da linha, vem um jogador e dá um carrinho. No meu ponto de vista foi falta. Agora, tem o pessoal da arbitragem que pode avaliar melhor. O importante foi a vitória. Bola para frente – completou.

No fim, pouco importou o lance. Apesar de naquele momento a Chapecoense diminuir, o Grêmio acabou marcando outros quatro gols no jogo e saiu vencedor por 6 a 3. Com o resultado, é o vice-líder do Brasileirão, um ponto atrás do Corinthians, que tem 13. Volta aos treinos nesta sexta-feira à tarde, no CT Luiz Carvalho, para enfrentar o Bahia na segunda, às 20h, na Arena.



Veja também