Foto: Lucas Uebel

Uma das referências do time do Grêmio nos últimos jogos atende pelo nome de Marcelo Grohe. Expoente na campanha pelo Tri da América no ano passado, o camisa 1 vive grande fase. Fechou o mês de abril sem sofrer gols em jogos por quatro competições diferentes. Nesta terça, contra o Cerro Porteño, pela Libertadores, na Arena, inicia um novo mês com a intenção de seguir a segurança dos últimos 30 dias. E tem a oportunidade de quebrar o recorde pessoal de minutos invicto se permanecer pelo menos 60 minutos sem ser vazado.

O período engloba jogos decisivos de Gauchão, Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão. São oito partidas sem ver sua rede balançar, além de mais 23 minutos no Gre-Nal das quartas do Estadual, disputado no dia 21 de março. Totalizam 743 minutos sem ser vazado. As intervenções decisivas de Grohe podem ser determinantes em uma partida na qual o Grêmio vê a vitória como fundamental para a classificação.

Jogos sem levar gols (sem contar acréscimos)

  • Inter 2×0 Grêmio (21/03) – 23 minutos
  • Avenida 0x3 Grêmio (25/03) – 90 minutos
  • Grêmio 4×0 Brasil de Pelotas (01/04) – 90 minutos
  • Grêmio 4×0 Monagas (04/04) – 90 minutos
  • Brasil de Pelotas 0x3 Grêmio (08/04) – 90 minutos
  • Cruzeiro 0x1 Grêmio (14/04) – 90 minutos
  • Cerro Porteño 0x0 Grêmio (17/04) – 90 minutos
  • Grêmio 0x0 Atlético-PR – 90 minutos
  • Goiás 0x2 Grêmio – 90 minutos

O recorde pessoal de Marcelo Grohe leva 803 minutos sem levar gols, no Campeonato Brasileiro de 2014. Em busca da liderança do Grupo 1 da Libertadores, o camisa 1 é o primeiro passo, junto a todo o sistema defensivo, claro, para a vitória ser conquistada na Arena.

– Fico feliz pelo momento da equipe, essas marcas a gente procura não se apegar. Claro que é legal, bom para qualquer goleiro não sofrer gols. Eu divido o mérito com a minha equipe, que tem marcado forte. Quando não sofremos gol estamos mais perto da vitória, pela qualidade da nossa equipe. Manter os pés no chão e continuar assim – destacou Grohe depois do último jogo que atuou, contra o Goiás, pela Copa do Brasil.

“Claro que é legal, bom para qualquer goleiro não sofrer gols. Eu divido o mérito com a minha equipe, que tem marcado forte. Quando não sofremos gol estamos mais perto da vitória”

O Grêmio volta a ter força máxima nesta terça, depois dos titulares ficarem fora do duelo com o Botafogo, no sábado. Em abril, foram apenas dois jogos nos quais o time sofreu gols: contra o Avenida e contra o Botafogo, ambas quando o time reserva estavam em campo. Para dar mais uma pitada de motivação a Grohe, o técnico Tite vai observar a partida na Arena em seu calendário de avaliações para a Copa do Mundo.

– Todo mundo tem participação. O Rogerião, nosso sistema defensivo, o próprio Marcelo. Fico feliz com o que o Grêmio tem apresentado. Temos vários jogadores que têm possibilidade de ir para a Copa do Mundo. Muito mais mérito do jogador do que do treinador. Espero que ele siga nessa fase boa não tomando gols, porque o Grêmio quase sempre vai fazer – apontou Renato.

O Tricolor tem cinco pontos e, se vencer, chega a oito e toma a liderança do Cerro no Grupo 1. O planejamento também é de contabilizar seis pontos nas rodadas seguintes para ser uma das melhores campanhas da fase classificatória e levar uma vantagem para os mata-matas.



Veja também