Grohe e Luan projetam grupo “competitivo” na Libertadores

Jogadores do Grêmio participaram de partida beneficente em Chapecó

23 de dezembro de 2017 - Às 13:30

Após participarem do amistoso beneficente da Associação Brasileira das Vítimas do Acidente com a Chapecoense, em Chapecó, nessa sexta-feira, Marcelo Grohe e Luan analisaram os grupos do Grêmio na Libertadores de 2018. Apesar de não ter nenhum adversário campeão da América na chave, os dois atletas ressaltaram que esperam bastante dificuldade para a primeira fase.

O goleiro Marcelo Grohe afirmou que Cerro Porteño, do Paraguai, e Defensor, do Uruguai, são equipes bastante competitivas. “Na Libertadores não tem jogo fácil. É um grupo difícil, assim como os outros. Tem uma equipe paraguaia e outra uruguaia. Tanto o Cerro quanto o Defensor são equipes muito competitivas. O time venezuelano é o campeão do seu país, então também não é fácil”, projetou o goleiro, que vê o Grêmio forte para todas as competições em 2018.

“Certamente vamos disputar todas as competições e esperamos trazer mais conquistas. Esperamos aproveitar esse momento positivo do Grêmio, que vem de duas conquistas importantes para conquistar mais”, afirmou.

No mesmo tom, Luan afirmou que não espera jogos fáceis na Libertadores e acredita que o Grêmio terá em 2018 o mesmo foco que teve para conquistar o tri da América neste ano. “Libertadores sempre é difícil. A gente sabe como o jogo é brigado. Temos de estar preparados. A gente nunca escolheu adversário e se preparou para o próximo jogo. Foi assim em 2017 e será no ano que vem. Estaremos sempre focados para buscar o título novamente”, afirmou.



Veja também