Edson Ruiz / Coofiav

Mais uma boa atuação como visitante. Mesmo sem duas referências como Luan e Geromel e mais um titular, Michel, o Grêmio usou uma formação diferente e conseguiu o resultado positivo contra o Vitória, na noite desta quarta-feira, no Barradão. O 3 a 1 mantém o Tricolor na vice-liderança e deu uma nova opção tática ao comandante: o 4-1-4-1.

Com a formação, o Grêmio dominou o Vitória e mandou na partida. Fernandinho, Arthur e Ramiro anotaram os gols da partida.

– Uma formação diferente, serve para ter bagagem para o restante da competição. Se precisar já estamos sabendo o que cada um precisa fazer. Fico feliz em poder ajudar com gol, o que mais importa é a vitória do coletivo – analisa Ramiro.

Já Marcelo Grohe destacou o bom retrospecto gremista em partidas fora de casa. Com mais espaço para jogar, o Grêmio tem encontrato até maior facilidade para construir os placares.

– Pelo nosso estilo, às vezes é até melhor jogar fora. Claro que gostamos de jogar na Arena, conhecemos como a palma da mão. Mas as equipes vêm com uma postura defensiva. Fora, os adversários precisam propor o jogo. Soubemos jogar no desespero deles. Jogamos a torcida contra eles. Jogador sem confiança rende menos – opina Grohe.

Com o resultado desta noite, o Grêmio foi a 31 pontos, manteve a segunda posição na tabela. O Vitória, por sua vez, segue afundado na penúltima posição na tabela, com 12 pontos conquistados em 15 jogos.



Veja também