Foto: Lucas Uebel

Duas vitórias consecutivas na Arena, contra dois times do Rio. A virada do Grêmio sobre o Fluminense na noite desta quarta, pelo jogo de ida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, aumentou ainda mais a confiança do grupo, que já vinha crescente desde a boa atuação diante do Botafogo, na estreia no Brasileirão.

– Time guerreiro. Teve qualidade, empenho e organização para virar. Força, qualidade técnica e tática para vencer de forma convincente. A equipe toda jogou bem mais uma vez – destacou o meia Ramiro.

Após o jogo, Renato entrou no gramado, reuniu o grupo e foi saudar as mais de 22 mil pessoas presentes. O técnico, ídolo da torcida, teve papel fundamental na virada. Ao menos para Arthur, o novo xodó da torcida, que marcou o primeiro gol gremista na noite – e o primeiro dele pelo time principal –, depois de aparecer em velocidade na área e driblar o goleiro.

– É uma jogada que a gente treina muito. O professor Renato cobra bastante. Graças a Deus fui premiado com o gol – disse o garoto.

Quem também destacou o trabalho do treinador foi Bruno Cortez. O lateral-esquerdo, que ocupa a vaga do lesionado Marcelo Oliveira, afirmou que o comandante sempre pede para o time ter calma caso o adversário saia na frente.

– O Renato vem conversando com a gente, dizendo que se o time tomar um gol é para ficar calmo para virar, e foi o que aconteceu – disse Cortez. – A vitória dá moral, ajuda muito. Estou trabalhando a cada dia e cada oportunidade é como se fosse uma final de campeonato.

Com o resultado, o Grêmio pode até perder por 1 a 0 no jogo da volta que garante a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil – situação que se mantém com qualquer empate. O Fluminense precisa vencer por 2 a 0, graças ao critério do gol qualificado, anotado fora de casa. Um novo 3 a 1 leva a decisão aos pênaltis. O segundo confronto está marcado para o próximo dia 31, às 19h30min, no Maracanã.

Antes, contudo, as duas equipes voltam as atenções ao Brasileirão. No domingo, o Grêmio vai a Curitiba encarar o Atlético-PR, às 16h, na Arena da Baixada. Já o Fluminense enfrenta o Atlético-MG, também no domingo, às 16h, no Independência.



Veja também