Foto: André Ávila

O Grêmio goleou o Bragantino por 3 a 0, na noite desta terça-feira (16), na Arena, e voltou a dar esperanças para a torcida de que ainda é possível evitar o rebaixamento no Brasileirão.

Diante de um adversário que foi a campo com time todo reserva em razão da final da Sul-Americana contra o Athletico-PR, no próximo sábado, no Uruguai, o Tricolor entrou em campo com a obrigação de conquistar os três pontos, mas fez mais do que isso. Com uma grande atuação no primeiro tempo, o time gaúcho contou com gols de Diego Souza, Lucas Silva e Jhonata Robert para construir o placar nos primeiros 45 minutos.

Com a vitória, o time de Vagner Mancini subiu para 32 pontos e deixou a penúltima posição na tabela do Brasileirão, superando o Sport. A distância para o primeiro clube fora da zona de rebaixamento, o Bahia, agora é de quatro pontos. O Tricolor seca os baianos que vão enfrentar justamente o Sport, na quinta-feira, na Arena Pernambuco. O Grêmio voltará a campo no sábado, às 19h, para encarar a já rebaixada Chapecoense, na Arena Condá.

O técnico Vagner Mancini voltou a fazer mudanças e surpreendeu na escalação do Grêmio para enfrentar o Bragantino. Sem ter sido usado nas últimas três rodadas, o meia Jhonata Robert ganhou vaga como titular para formar com Campaz, Ferreira e Diego Souza o setor ofensivo.

Com isso, Elias e Alisson foram para o banco de reservas. Na defesa, Rafinha entrou no lugar de Vanderson, enquanto Kannemann retornou após ter ficado fora da partida contra o América-MG por ter sentido dores no quadril durante o aquecimento.

O meio teve outra mudança: Thiago Santos formou com Lucas Silva a dupla de volantes. Com a decisão da Sul-Americana no próximo sábado, o Bragantino teve equipe totalmente reserva na Arena. A média de idade do time paulista que foi a campo foi de apenas 22 anos.

Diante de um adversário completamente descaracterizado, o Grêmio precisava ter postura agressiva. E a equipe cumpriu. Logo no primeiro minuto, Jhonata Robert tabelou com Diego Souza e chutou perto do travessão.

Na sequência, a insistência de Ferreira valeu a pena. O camisa 11 tocou para Campaz, que errou o cruzamento. Na sobra, Ferreira chutou e a bola bateu no braço de Luciano: pênalti. Diego Souza foi o escolhido para a cobrança. O artilheiro gremista bateu mal, no meio, mas contou com o rebote de Julio César para mergulhar de cabeça e mandar para as redes: 1 a 0.

O Grêmio seguiu superior no jogo e quase ampliou na sequência com Campaz. Após jogada de Jhonata Robert, o colombiano estava pronto para fazer o gol quando Weverton deu um carrinho salvador.

Vertical com a bola, o Tricolor também tinha postura agressiva na marcação e não dava espaços para os visitantes. O Bragantino teve uma única chance de gol no primeiro tempo. Em cobrança de falta, Alerrandro bateu forte e Brenno pulou no canto para fazer a defesa.

Apesar do susto, o Grêmio seguiu superior. Com bastante movimentação e velocidade nas ações, Jhonata Robert, Campaz e Ferreira atormentaram os marcadores paulistas. O segundo gol veio com Lucas Silva em jogada que começou com Campaz e teve o passe de Ferreira. Bem posicionado na área, o volante bateu com qualidade no canto esquerdo de Julio César para ampliar o marcador aos 33.

Três minutos depois, o tiro veio de fora da área. Jhonata Robert acertou o outro canto para vencer o goleiro e transformar o placar em goleada: 3 a 0. Em um Brasileirão de campanha tão decepcionante, o Grêmio foi para o intervalo com uma vantagem confortável.

O placar permitia a Vagner Mancini poupar os jogadores com maior desgaste pela sequência de partidas ou mesmo preservar os pendurados Geromel, Lucas Silva e Diego Souza, mas optou por manter o mesmo time para o segundo tempo.

O Tricolor voltou do intervalo com Campaz inspirado. Sem ficar preso pela faixa central do campo, ele caía pelos dois lados e buscava as combinações com Jhonata Robert e Ferreira.

Barbieri, que já havia mudado no intervalo com Cristiano no lugar de Luciano, mexeu mais duas vezes aos 13. Os garotos Bruninho e Leandrinho entraram para tentar dar fôlego novo ao setor ofensivo do Bragantino, que vinha sendo contido pela experiente defesa gremista.

Mancini fez as primeiras trocas aos 24 e fez logo três de uma vez só. Mateus Sarará, Alisson e Diego Churín entraram nos lugares de Thiago Santos, Jhonata Robert e Diego Souza.

Pouca coisa aconteceu no final da partida. A bela atuação do primeiro tempo havia sido suficiente para o Grêmio voltar a vencer e manter viva a esperança de jogar a Série A 2022.



Veja também