A volta ao palco do tricampeonato da Libertadores inspirou o Grêmio no caminho por mais um título continental. Na noite desta quinta (29), o Tricolor repetiu o que havia feito em 2017 e venceu o Lanús por 2 a 1 no La Fortaleza na segunda rodada da Copa Sul-Americana.

O triunfo construído com gols de Léo Pereira e Ferreira serviu para o time gaúcho assumir a liderança isolada do Grupo H. Belmonte descontou para os argentinos.

Com seis pontos, o Grêmio abriu três de vantagem para Lanús. Na próxima rodada, no dia 6 de maio, o Tricolor receberá o lanterna Aragua, da Venezuela, para terminar o primeiro turno da chave com 100% de aproveitamento. Antes, porém, o time de Tiago Nunes terá a ida da semifinal do Gauchão contra o Caxias, no Centenário, no domingo.

O anúncio da escalação gremista confirmou o retorno do capitão Geromel ao time após uma ausência de mais de três meses por uma lesão no tornozelo esquerdo. O zagueiro e o lateral-esquerdo Cortez foram os únicos remanescentes da equipe titular do tricampeonato da América que retornaram ao La Fortaleza. O Lanús também contou com dois jogadores daquela final: o centroavante José Sand e o lateral-direito José Luis Gómez, o mesmo batido por Fernandinho no lance do gol que abriu o caminho para a vitória gremista naquele 29 de novembro de 2017.

Quando o chileno Piero Maza apitou o início do jogo, o Tricolor tratou logo de mostrar suas armas. Com alta posse e pressão na saída de bola do Lanús, o Grêmio ocupou o campo de ataque nos primeiros minutos. Em vários momentos, o time gaúcho atacou com sete homens perto da área argentina. Thiago Santos era responsável pela primeira proteção enquanto os zagueiros Ruan e Geromel sobravam para evitar qualquer contra-ataque.

A partir de uma bola roubada na frente da área do Lanús que o Grêmio criou a primeira chance de gol da partida aos 7 minutos. Na sequência da jogada, Jean Pyerre serviu Ferreira, que invadiu a área, mas finalizou para fora. Aos 14, Léo Pereira arriscou de média distância e mandou por cima.

O Lanús ameaçou pela primeira vez em jogada de Pedro de la Vega que nem terminou em finalização. O time da casa, aliás, encerro o primeiro sem forçar a Brenno a fazer nenhuma defesa. Além de não ter tido sucesso nas suas tentativas, o Lanús sofreu defensivamente em um dos seus poucos ataques.

Aos 33, Ferreira puxou o contra-ataque gremista após um escanteio. O camisa 11 deixou Aude para trás e serviu na medida para Léo Pereira, que só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio: 1 a 0. Com a vantagem, o Grêmio tratou de administrar a partida até o intervalo. As tentativas dos argentinos se limitaram a cruzamentos cortados pela defesa gaúcha.

A conexão Ferreira e Léo Pereira voltou a aparecer no começo do segundo tempo e o Grêmio só não ampliou graças a uma rápida saída do goleiro Morales. Ferreira voltou a aparecer como garçom aos 7 e cruzou para Diego Souza, que girou e acertou a trave em uma bela finalização.

Vendo seu time sem conseguir encontrar alternativas, Luis Zubeldía fez duas trocas na sequência: o atacante Orsini e o volante Quignon nas vagas dos meias Esquivel e Facundo Pérez. O Lanús então mudou sua formação do 4-3-3 para o 4-2-3-1 e passou a ter uma maior presença de área com Orsini se aproximando de Sand.

A resposta de Tiago Nunes veio com Maicon. O camisa 8 entrou na vaga de Jean Pyerre, que até começou bem o jogo, mas depois se apagou. A entrada de Maicon não conseguiu conter o crescimento do Lanús. O time argentino seguiu encontrando espaços a partir das movimentações de Orsini e De la Vega na frente da área gremista. Primeiro, Bernabéi chutou e Brenno defendeu. Aos 23, porém, o goleiro gremista não pôde fazer nada. Belmonte apareceu livre na área e deu um chute seco para empatar: 1 a 1.

Tiago Nunes então fez duas mudanças para tentar ganhar fôlego novo no ataque. Churín e Luiz Fernando entraram nas vagas de Diego Souza e Léo Pereira. Mas foi o Lanús que quase marcou o segundo. Aos 30, Orsini chutou da entrada da área e Brenno fez uma grande defesa. A resposta gremista veio em duas oportunidades. Ferreira e Luiz Fernando ameaçaram, mas não conseguiram superar Morales.

Quando parecia que o jogo terminaria empatado, o Grêmio chegou ao segundo gol. Luiz Fernando cruzou para a área, onde Thiago Santos arrumou para Ferreira. O camisa 11 bateu firme para vencer Morales e garantir mais uma vitória do Tricolor por 2 a 1 sobre o Lanús no La Fortaleza.



Veja também