A tabela da Libertadores, divulgada na semana passada, trouxe um “problemão” para o Grêmio, na definição do presidente Romildo Bolzan. E não é por conta dos adversários e dos possíveis Gre-Nais na fase de grupos. O jogo contra a Universidad Católica, na Arena, foi marcado para o mesmo dia do show do Metallica na casa tricolor, em 21 de abril.

A terceira apresentação da banda californiana de heavy metal na capital gaúcha está agendada desde agosto. A partida, válida pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores, teve a data definida na semana passada, quando foram sorteados os grupos da próxima edição.

O Tricolor observa a situação. Porém, o presidente Romildo Bolzan não cogita mandar o confronto diante dos chilenos em outro local que não seja o estádio e espera que a Arena Porto-Alegrense, que gere a casa gremista, resolva a situação.

– A tabela mudou e passou a ter um problemão a Arena porque a preferência é nossa para jogar. Disseram que estão examinando. Não jogaremos fora essa possibilidade em um jogo tão importante, em um grupo difícil. Quem tem que jogar é o Grêmio no dia 21 – disse Bolzan, em entrevista à Rádio Gaúcha.

O Grêmio estreia na Libertadores fora de casa contra o América de Cali, em 3 de março, na Colômbia. O primeiro confronto na Arena está marcado para o dia 12 do mesmo mês contra um adversário que sairá das fases prévias, que pode ser o Inter ou Universidad de Chile-CHI, Unión Española-CHI, Deportes Tolima-COL e Macará-EQU.



Veja também