Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O Grêmio ainda procura um atacante no mercado e tem na renovação de Ferreira outro ponto a ser resolvido. O executivo Diego Cerri apontou evolução nas conversas com o camisa 11 e confirmou o interesse em Moisés, da Ponte Preta. Houve também a tentativa em contratar Sorriso, do Juventude, mas a situação travou nos últimos dias e foi descartada.

Cerri teve reunião com o empresário de Ferreira, Pablo Bueno, para tratar de uma valorização para o atacante. O dirigente valorizou a postura do estafe do jogador, uma vez que já houve problemas no passado. O atleta tem contrato até 2023, mas a ideia é aumentar o salário e a multa rescisória.

— (Ferreira) É um jogador muito importante no nosso elenco, um ponta com características que vemos pouco. Estamos tentando reforçar a relação, discutindo alguns itens, coisas internas nossas. Mas as conversas têm evoluindo bem, de muito bom nível das duas partes. Tudo o que estamos fazendo é para tentar melhorar a situação para o Grêmio e para o Ferreira aqui dentro — disse Cerri em entrevista coletiva.

Temos interesse que ele (Ferreira) permaneça, são conversas iniciais. Aparentemente, também tem interesse. Estamos buscando readequação e conversando.— Diego Cerri, executivo do Grêmio

Mesmo assim, o Tricolor não descarta mais uma contratação para o ataque. Janderson e a permanência de Diego Souza já foram anunciadas.

Sorriso, do Juventude, apareceu na lista da direção. A negociação chegou a estar acertada entre todas as partes, mas uma dificuldade financeira do Grêmio fez tudo regredir. Agora, o negócio caiu e não deve mais sair. Moisés, da Ponte Preta, surge como alternativa.

— Não temos dinheiro hoje para compra. Tivemos conversas com o Juventude pelo Sorriso, um jogador interessante, jovem, mas as coisas não evoluíram. E o Moisés é um jogador que observei no ano passado e que sempre esteve aqui nas nossas conversas, mas não tem nada concreto — destacou.



Veja também