O Grêmio segue firme na busca por reforços para tentar sair da crise. O clube gaúcho tem um representante na Europa para tentar a contratação de Hernani, do Parma. Ao mesmo tempo, o Sassuolo tem interesse no volante Matheus Henrique e existe essa possibilidade de avançar na negociação.

Conforme apurou o ge, o CEO Carlos Amodeo está na Itália para negociar a chegada do volante de 27 anos. Hernani recebe um alto salário no clube europeu, o que dificulta o negócio. O Tricolor tem Júnior Urso, do Orlando City, como alternativa a este negócio. A informação foi divulgada pelo Canal do Vaguinha e confirmada pelo ge.

Hernani é o reforço escolhido para dar nova força ao meio-campo, mas depende de um acerto de valores. Ao mesmo tempo, Amodeo tem na pauta a possibilidade de buscar mais duas ou três peças além do volante.

Um centroavante é pedido de Felipão para o restante da temporada. Carlos Vinicius, que pertence ao Benfica e esteve emprestado ao Tottenham, é um dos nomes comentados.

Hernani é nome pretendido pelo Grêmio — Foto: Jennifer Lorenzini/Reuters

Hernani é nome pretendido pelo Grêmio — Foto: Jennifer Lorenzini/Reuters

Além disso, Matheus Henrique está na mira do Sassuolo e pode ser negociado pelo Grêmio. A viagem do dirigente também tem esta possibilidade de conversa com os italianos para ajustar uma negociação do meio-campista, que está com a seleção olímpica no Japão e será titular nesta quarta-feira, contra a Arábia Saudita.

Procurado, o dirigente não respondeu à reportagem até a publicação desta matéria. Mas fontes dentro do clube gaúcho confirmam a viagem de Amodeo. O itinerário ainda teria uma parada em Portugal.

O executivo Diego Cerri acompanha a delegação em Salvador para o jogo com o Vitória, pela Copa do Brasil, nesta terça, junto ao presidente Romildo Bolzan e ao vice de futebol Marcos Herrmann.

O Grêmio procura reforços no mercado para sair da crise no Campeonato Brasileiro, afundado na zona de rebaixamento e com apenas uma vitória em 11 jogos na competição.



Veja também