Foto: Lucas Uebel

O Grêmio está próximo de finalizar os trâmites para garantir a permanência de Michel. O Tricolor notificou o Novorizontino da opção de compra e está em processo de troca de minutas com o clube paulista para, então, adquirir 80% dos direitos econômicos do volante, que assinará até o final de 2019. A parte burocrática da negociação, já prevista no acordo de empréstimo entre as partes, deve se encerrar em duas semanas.

Michel custará aos cofres gremistas R$ 1,2 milhão – o empréstimo já havia custado cerca de R$ 300 mil para o Tricolor. Assim, a operação final ficará em R$ 1,5 milhão. O volante assinará nos próximos dias um vínculo até dezembro de 2019 com o Grêmio, com o restante dos 20% dos direitos permanecendo com o Novorizontino para uma futura negociação. Ele já foi sondado por clubes europeus na última janela de transferências devido ao bom desempenho com as cores gremistas.

No momento, os dois clubes acertam as minutas dos contratos. A próxima etapa seria, então, os pagamentos. Todo o modelo de negócio já estava previsto dentro do acerto de opção de compra. O Grêmio tinha até o dia 5 de janeiro de 2018 para exercer a sua preferência, mas fez contato com o detentor dos direitos de Michel no fim de outubro para notificar sobre a compra e iniciar os trâmites legais.

O GloboEsporte.com já havia adiantando que o Grêmio havia aprovado Michel e compraria o volante. O processo de manutenção do elenco se mantém. Nomes como Luan e Arthur tiveram as renovações anunciadas recentemente, com valorização e extensão do vínculo pelo menos até 2020. Da mesma maneira com Kannemann. Léo Moura também já renovou contrato. Bruno Cortez ainda negocia a permanência. Outros, como Fernandinho e Lucas Barrios, hoje vivem uma tendência de saída ao fim de 2017.



Veja também