A data para o fim das férias ainda é incerta, mas o Grêmio já se prepara para a retomada das atividades no CT Luiz Carvalho, suspensas há quase um mês por conta da pandemia do coronavírus. O departamento médico definiu o protocolo para a realização dos treinamentos com restrições de circulação e rigor nas medidas de higiene e controle para reduzir as chances de contágio.

O planejamento foi traçado para o retorno dos trabalhos já em 21 de abril, justamente quando encerra o período de 20 dias de férias coletivas. As chances de que este prazo seja prorrogado, porém, são grandes.

Os médicos do clube seguem as recomendações de infectologistas consultados. Conforme o plano de trabalho, os atletas se apresentarão em pequenos grupos, apenas para treinos físicos e sem contato físico ou com a bola inicialmente.

Grêmio prepara protocolo para volta dos treinos — Foto: Divulgação/Grêmio

Grêmio prepara protocolo para volta dos treinos — Foto: Divulgação/Grêmio

As medidas de controle serão reforçadas, a ponto de alterar até mesmo a tradição o chimarrão no vestiário gremista. Os jogadores são orientados a não compartilhar garrafas de água e isotônico desde o surto de caxumba, em 2017. A lavagem das mãos e o uso do álcool em gel também serão incentivados e mais recorrentes.

– Existem alguns planejamentos, mas ainda dependem do que vamos fazer em termos de saúde sanitária e se orientarem mais tempo de isolamento. Vai ter que fazer conforme a cartilha dos nossos infectologistas. A princípio, todos vão se apresentar no dia 21. E aí, começa um planejamento de treinos físicos sem bola e se contato. Mas isso está sujeito a modificar. Algumas coisas vão ficar. O controle da higienização, lavagem das mãos. Até o chimarrão vai ser algo que vai mudar – afirma o médico Paulo Rabaldo ao GloboEsporte.com.

Clube estuda fazer testes com elenco

O departamento médico gremista também estuda possibilidades de testar os jogadores para a Covid-19, doença causada pelo coronavírus. Mas há dificuldade em encontrar no mercado testes confiáveis à disposição. Mesmo à distância, os atletas têm o histórico de sintomas monitorado diariamente pelos médicos e serão submetidos a controle de temperatura sempre que forem ao CT.

– (Vamos fazer) Desde que a gente consiga realmente (os testes). A gente já teve inúmeras ofertas, mas tem muitas coisas que não foram aprovadas pela Anvisa. Não adianta fazer por fazer. A gente vai ter orientação rigorosa de pessoas da áreas. Se a gente tiver a disponibilidade do material (vamos fazer)… Até agora a gente não teve acesso a testes – diz o médico Paulo Rabaldo.

O elenco gremista segue em férias ao menos até o próximo dia 20. A tendência é de que o período de férias seja prorrogado por mais 10 dias. Uma reunião da Comissão Nacional de Clubes (CNC) tratará do tema. A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) já recomenda esta medida.



Veja também