Rebaixado à Série B, o Grêmio viverá uma nova realidade em 2022, com impacto direto na formação do grupo de jogadores. O clube promete uma redução drástica na folha salarial e uma grande reformulação no elenco, com saídas e contratações. E já definiu o perfil dos reforços que busca no mercado: saem os nomes de peso, entram os com perfil de Série B.

Em entrevista coletiva na última segunda-feira, o vice de futebol Denis Abrahão listou características dos jogadores que o clube pretende contratar. Citou jogadores “copeiros” e “competitivos” para o próximo ano, mas também com “qualidade” para vestir a camisa gremista.

– O Grêmio precisa formar uma grande equipe para disputar um campeonato difícil. É esse o perfil, um jogador copeiro, que transpire, mas que tenha qualidade para jogar no Grêmio. Porque o Grêmio tem outros títulos a disputar. Tem a Copa do Brasil e o Gauchão. E vai se preparar para isso. Tem que ter uma equipe com a cara do Grêmio, competitiva. E vamos procurar de todas as formas buscar este tipo de jogador – declarou Abrahão.

Vagner Mancini e Denis Abrahão no Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Vagner Mancini e Denis Abrahão no Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Logo após o rebaixamento ser selado, Vagner Mancini já discorreu sobre o perfil a ser buscado no mercado para a disputa da competição. O técnico mostrou preocupação com os deslocamentos que aguardam o Grêmio na Série B. Viagens mais desgastantes por conta de eventuais distâncias por percorrer de ônibus ou com mais conexões aéreas.

O Tricolor pretende contratar ao menos cinco reforços para o time titular e vai modificar o elenco para o próximo ano com negociações e até possíveis rescisões antecipadas. Mas irá buscar nomes de “vitalidade”. Atletas que não sintam tanto a recuperação entre as partidas.

– Falo de jogadores jovens com mais experientes, jogadores embora jovens mais acostumados à divisão. Atletas de meia idade que formem o grosso do elenco, porque você precisa de jogadores assim, acostumados e que tenham vitalidade pra encarar viagens longas diferentes da Série A. Isso dentro da tua estrutura vai pesar, porque nem sempre vai poder ir para todas cidades da Série B de avião. Um processo diferente ao qual o clube não está acostumado – destacou Mancini.Jogar uma Série B e montar time de A, pode ter algum problema. Tem jogadores de A que jogam na B. Outros que terão dificuldade, por exemplo, com todas viagens, o tempo de recuperação. Tem que priorizar equipe mais nova, se não tem dificuldade”— Vagner Mancini

Vagner Mancin fala sobre reforços para o Grêmio — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Vagner Mancin fala sobre reforços para o Grêmio — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Diminuir a média de idade do Tricolor também é um objetivo traçado. Em meio a uma resposta com várias críticas aos antecessores, Abrahão afirmou que o Grêmio precisa ter mais jovens no grupo principal, mas que a colocação deles será de maneira mais lenta.

– Temos que juvenilizar o Grêmio? Temos, mas não é da noite para o dia. O jovem não é o salvador da pátria, vem como coadjuvante. Os protagonistas são os mais cascudos. O da base precisa de tempo, sofre muito, tem altos e baixos – comentou.

As diretrizes, assim, estão inicialmente desenhadas para os movimentos dos próximos dias. O Grêmio tem em andamento negociações com o Brentford para vender Vanderson e com o Alavés para emprestar Jean Pyerre. Ainda não avançou por nenhum reforço para o próximo ano.



Veja também