Grêmio testa melhor ataque contra uma das piores defesas

Com 40 gols no Brasileirão, Tricolor enfrenta a Chape, time que aplicou 6 a 3 no 1º turno

17 de setembro de 2017 - Às 09:07
Foto: Lucas Uebel

De olho na Libertadores… mas também no Brasileirão. Para se manter na caça ao líder do Nacional, o Grêmio aposta na força do ataque, o mais positivo da competição, contra umas das piores defesas. Neste domingo, a partir das 16h, o Tricolor recebe na Arena a Chapecoense, equipe que aplicou o elástico 6 a 3 no primeiro turno, em plena Arena Condá.

Até então, o Tricolor anotou 40 gols na competição e é de longe o mais produtivo. Para se ter uma ideia, o segundo melhor ataque é do Palmeiras, com seis a menos. Já a Chape foi vazada 37 vezes na competição e só não tem a pior defesa que o Atlético-GO, com 38, que atuou neste sábado e venceu a Ponte Preta por 3 a 1.

Por outro lado, das últimas seis partidas, o Grêmio passou cinco jogos em branco. E pretende acordar a artilharia do time neste domingo – embora tenha aplicado 5 a 0 contra o Sport, pelo Brasileirão, na Arena. Como consequência disso, espera ultrapassar a marca de 100 gols (conta com 98 no ano).

Enfrentar a Chapecoense remete a bons fluídos para o Grêmio. Pela quinta rodada do Brasileirão, o Tricolor aplicou 6 a 3 em plena Arena Condá, em jogo no qual o Tricolor encantou o país.

Naquela noite em Chapecó, o Grêmio desfilou bom futebol com eficiência e efetividade. Um dos destaques da partida, Michel anotou dois gols no confronto, sendo um, do meio de campo.

– É uma boa lembrança. Choveu, era um gramado complicado. Tomara que eu tenha sorte de fazer um golaço daqueles de novo. Mas é o que menos importa. Queremos é a vitória – disse Michel, em entrevista coletiva neste sábado.

Além de Michel, Luan anotou um dos gols do jogo e ainda contribuiu com assistências. Se o atacante não estará em campo, Renato poderá escalar Everton, autor de três gols naquele confronto.

Para o confronto deste domingo, Renato Portaluppi mantém a 700 chaves o time que estará em campo. É certo, entretanto, que não poderá com o atacante Luan, em recuperação de estiramento. A tendência é de que escale time misto para o confronto.



Veja também