Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação CP

Não bastasse a derrota para o Santos no último domingo e a demissão de Luiz Felipe Scolari, o Grêmio tem um verdadeiro quebra-cabeça para montar a escalação para a partida contra o Fortaleza, na quarta-feira, às 20h30min, no Castelão, pela 26ª rodada do Brasileirão. Ao todo, o Tricolor conta com sete desfalques: Geromel, Léo Pereira, Borja, Villasanti, Rafinha, Thiago Santos e Douglas Costa. O problema deverá ser resolvido por Thiago Gomes, que atuará como interino neste próximo compromisso do Tricolor.

Na zaga, Geromel continua no departamento médico. Se seguir o esquema utilizado na Vila Belmiro, pode repetir os três zagueiros com Kannemann, Ruan e Rodrigues – caso opte por apenas dois, o argentino deve ter a vaga garantida.

Nas laterais, Rafinha foi expulso ao final da partida contra o Santos, ao brigar com o gandula. Vanderson vem sendo presença constante no esquema. As opções no elenco são Guilherme Guedes, Bruno Cortez, Diogo Barbosa, Victor Ferraz, que não está sendo utilizado, e Léo Gomes, ainda em fase de recuperação.

No meio campo, o Tricolor não poderá contar com Thiago Santos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e Villasanti, que segue com a seleção Paraguaia. A preferência é pela dupla de volantes que, além de Lucas Silva, pode ser composta por Jean Pyerre – após a partida contra o Cuiabá, no dia 6, o técnico projetou a possibilidade do jogador na função de segundo volante. O meio-campo gremista ainda tem nomes como Darlan, Fernando Henrique, Mateus Sarará, Victor Bobsin e Campaz.

No ataque, Douglas Costa desfalca a equipe após receber o terceiro cartão amarelo e Léo Pereira está lesionado. No lado direito, o Grêmio ainda conta com nomes como Jhonata Robert, Luiz Fernando e Éverton. Com a lesão de Borja, Diego Souza segue na frente de Churín.



Veja também